G1 Mundo

Por que França decidiu proibir voos domésticos de curta duração

today24 de maio de 2023 15

Fundo
share close

A lei entrou em vigor dois anos depois que os parlamentares votaram pelo fim das rotas em que a mesma viagem poderia ser feita de trem em menos de duas horas e meia.

A proibição praticamente acaba com as viagens de avião entre Paris e cidades como Nantes, Lyon e Bordeaux — voos de conexão, no entanto, não são afetados.

Os críticos descreveram as medidas como “proibições simbólicas”.



Laurent Donceel, chefe interino da associação de companhias aéreas Airlines for Europe (A4E), disse à agência de notícias AFP que “a proibição desses voos terá apenas efeitos mínimos” na emissão de CO2. Ele acrescentou que os governos deveriam apoiar “soluções reais e significativas” para o problema.

Companhias aéreas do mundo todo foram duramente atingidas pela pandemia de covid-19. De acordo com o site Flightradar24, que monitora dados de voos ao redor do mundo, o número de voos no ano passado caiu quase 42% em relação a 2019.

O governo francês havia enfrentado uma pressão para introduzir regras ainda mais rígidas.

Emissões de diferentes viagens — Foto: BEIS/DEFRA GREENHOUSE GAS CONVERSION

A chamada Convenção dos Cidadãos sobre o Clima da França, que foi criada pelo presidente Emmanuel Macron em 2019 e incluiu 150 membros da sociedade, havia proposto a proibição de voos com trajetos que poderiam ser feitos em menos de quatro horas de trem.

Mas a duração foi reduzida para duas horas e meia após objeções de algumas regiões, assim como da companhia aérea Air France-KLM.

O grupo francês UFC-Que Choisir, que defende o direito dos consumidores, também chegou a pedir aos legisladores que mantivessem o limite de quatro horas.

“Em média, o avião emite 77 vezes mais CO2 por passageiro do que o trem nessas rotas, embora o trem seja mais barato e o tempo perdido seja limitado a 40 minutos”, afirmou.

Também pediu “salvaguardas para que a [ferrovia nacional francesa] SNCF não aproveite a oportunidade para inflacionar artificialmente os preços ou degradar a qualidade do serviço ferroviário”.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

motorista-morre-e-sete-pessoas-ficam-feridas-em-acidente-entre-onibus-e-carreta-na-regis-bittencourt,-sp;-video

G1 Santos

Motorista morre e sete pessoas ficam feridas em acidente entre ônibus e carreta na Régis Bittencourt, SP; VÍDEO

Uma pessoa morreu e outras sete ficaram feridas durante um acidente entre um ônibus e uma carreta, na madrugada desta quarta-feira (24), na rodovia Régis Bittencourt, em Miracatu, no interior de São Paulo. Segundo a Arteris, concessionária que administra o trecho, o motorista do ônibus morreu no local. O acidente ocorreu no km 400, na pista sentido São Paulo, por volta das 4h20. O ônibus bateu na traseira do caminhão. […]

today24 de maio de 2023 27

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%