G1 Mundo

Sobrevivência dos passageiros do avião que pegou fogo no Japão foi graças à saída de emergência; veja regras para viajar nessas fileiras

today3 de janeiro de 2024 7

Fundo
share close

Segundo nota da Japan Airlines, todos os passageiros e tripulantes evacuaram do avião por três saídas de emergência.

Na aeronave da Guarda Costeira do Japão, cinco dos seis tripulantes morreram no choque. A Guarda Costeira japonesa disse que o piloto da aeronave conseguiu escapar e está internado em estado grave.

Esse caso é um exemplo de como é importante a decisão de comprar a passagem aérea nas cadeiras vinculadas à saída de emergência. Os passageiros que vão embarcar nessas fileiras precisam obedecer a algumas regras e ter idade específica para ocupar as poltronas.



Além disso, caso não tenham capacidade para abrir a porta, eles podem ter que ser chamado pelos comissários para trocar de lugar.

👉🏻 Para tirar dúvidas sobre voos nessa parte da aeronave, o g1 ouviu os diretores da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC) da USP, Fernando Catalano, e da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), Ruy Amparo. Algumas informações também foram levantadas junto à Anac e às companhias aéreas Gol, Azul e Latam. Veja abaixo 5 perguntas e respostas:

Saída de emergência das aeronaves tem sinalização com placas e luzes — Foto: Gol Linhas Aéreas/ Divulgação

👨🏽‍✈️👩🏼‍✈️ 1. Quais são as exigências para sentar perto da saída de emergência?

  • Ter mais de 15 e menos de 60 anos;
  • Não ser gestante, nem ser responsável por crianças;
  • Não ser uma pessoa com deficiência física (permanente ou temporária), nem acompanhar pessoas com necessidades especiais ou dificuldade de locomoção;
  • Ter condições visuais e auditivas para saber o melhor momento de abrir a saída de emergência;
  • Ter força para manusear a porta (algumas podem ter até 18 quilos);
  • Saber ler e compreender instruções no idioma da tripulação;
  • Conseguir se comunicar com outros passageiros.

Se o passageiro não cumprir as exigências e comprar um assento próximo à saída de emergência, o comissário será responsável para fazer a troca por um cliente que atenda às regras.

✔️ 2. O que você deve saber para operar a porta ou janela de emergência?

Em uma emergência vários procedimentos são realizados pelos tripulantes para viabilizar uma saída rápida e segura. Os comissários são até mesmo autorizados a empurrar um passageiro para fora da aeronave se ele ficar com medo ou for lento nas tomadas de decisão.

Quem senta próximo a uma saída de emergência deve:

  • Reconhecer o mecanismo de abertura da saída de emergência;
  • Olhar pela janela para avaliar se a abertura da porta não causará danos físicos, nem impedirá a saída de passageiros;
  • Seguir as orientações da tripulação;
  • Ler o cartão de instruções de segurança antes do voo.

🛩️ 3. O que são as saídas de emergência do avião e quando devem ser usadas?

As saídas de emergência de aeronaves são portas ou janelas que permitem que todos os passageiros consigam sair em situações de risco. Uma saída de emergência deve cumprir alguns requisitos:

  • Ser sinalizada com placas e iluminação;
  • Não ter objetos que atrapalhem a circulação, como bolsas;
  • Não ser ocupada por qualquer passageiro;
  • Permitir que todos os passageiros ou tripulantes saiam da aeronave em até 90 segundos.

No Brasil, as regras sobre equipamentos e procedimentos de emergência são definidas pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). O órgão atua em conjunto com autoridades internacionais para estabelecer padrões de segurança que devem ser seguidos por todos os países.

É preciso haver saída de emergência em todas as aeronaves civis (particulares, comerciais, executivas e táxis aéreos), segundo o órgão. Isso inclui aviões e helicópteros que transportem pelo menos um passageiro.

🆘 A saída de emergência só é usada em acidentes?

Não. A aeronave pode enfrentar uma pane na pista do aeroporto, mas longe do seu terminal de embarque e desembarque. Se ela não conseguir se deslocar rapidamente até esse local, as saídas de emergência podem ser acionadas. Essa saída também pode ser usada se o avião precisar ser rebocado.

🤷‍♂️ 4. Quantas saídas de emergência as aeronaves devem ter?

A quantidade de saídas de emergência em uma aeronave depende do número de passageiros que ela comporta. Em algumas aeronaves pequenas, a saída de emergência é a própria porta de embarque e desembarque.

“O número de saídas é testado antes e é estipulado para dar possibilidade de salvamento”, explica Fernando Catalano, da EESC-USP.

As saídas de emergência devem ser distribuídas uniformemente ao longo da aeronave. Dependendo do modelo do avião, elas podem ficar perto das asas (veja no infográfico abaixo).

Poltronas que ficam próximas de saída de emergência — Foto: Max Francioli/ Arte/ g1

É o que acontece no Boeing 737 e no Airbus A320, por exemplo. Nesse caso, as asas acabam servindo de apoio para a saída dos passageiros.

Sobreviventes de acidente de avião em rio de Nova York aguardam socorro sobre as asas da aeronave — Foto: Reuters

Algumas aeronaves também podem disponibilizar escorregadores infláveis, que são ativados em casos de emergência.

💺 5. Quais são as vantagens e desvantagens de viajar nas poltronas da saída de emergência?

  • Mais espaço: como está em uma rota de fuga, a poltrona perto da saída de emergência tem uma distância maior para a fileira da frente;
  • Prioridade para embarcar e desembarcar: em algumas companhias aéreas, esta área é considerada um espaço privilegiado;
  • Saída rápida em caso de emergência: o passageiro que senta nessa poltrona está mais perto da porta, mas também deverá abrir o compartimento.

  • Pode custar mais: companhias podem cobrar valor diferenciado devido ao espaço para esticar as pernas;
  • Pode ser barulhento: se a saída estiver perto da asa da aeronave, o passageiro ouvirá ruídos mais altos por conta da turbina da aeronave;
  • Oferece menos espaço para objetos pessoais: nenhum item, como bolsas e mochilas, pode ser deixado embaixo do assento da frente.

Veja como tirar o passaporte

Veja como tirar o passaporte




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

apos-suposto-desaparecimento-no-chile,-sthe-carvalho-e-mc-kelvin-
se-pronunciam-e-dizem-que-nao-precisam-disso-para-‘ganhar-curtida’

G1 Mundo

Após suposto desaparecimento no Chile, Sthe Carvalho e Mc Kelvin se pronunciam e dizem que não precisam disso para ‘ganhar curtida’

Sthefanny e Kelvin não entravam em contato com a família havia dois dias. Ao reaparecerem, foram criticados por seguidores e acusados de terem forjado o sumiço. "Muita gente comentou que a gente estava fazendo isso por biscoito, por like", disse MC Kelvin. A gente nem sabia o que estava acontecendo, não foi proposital para sair em página de fofoca. A gente precisa fazer um marketing desse, com nossas mães chorando, […]

today3 de janeiro de 2024 3

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%