G1 Mundo

Suspeito de matar mais de 20 mochileiros em ‘trilha hippie’ será solto no Nepal após 20 anos

today22 de dezembro de 2022 10

Fundo
share close

Charles Sobhraj, homem condenado por dois assassinatos e suspeito de ter cometido diversos outros nas décadas de 1970 e 1980, será libertado da prisão no Nepal na sexta-feira (23) após quase 20 anos atrás das grades, disse uma autoridade prisional do país.

Sobhraj, de 78 anos, um cidadão francês, foi preso em 2003 em Katmandu, acusado de assassinar a mochileira norte-americana Connie Jo Bronzich em 1975.

Sobhraj negou ter matado Bronzich. Seus advogados disseram que a acusação contra ele foi baseada em suposições.



Vários anos depois, ele também foi considerado culpado de matar o canadense Laurent Carriere.

Além disso, ele é suspeito de matar mais de 20 mochileiros ocidentais na chamada “trilha hippie” pela Ásia, geralmente drogando a comida ou bebida dos viajantes enquanto os roubava.

A Suprema Corte do Nepal ordenou na quarta-feira sua libertação da prisão, onde cumpriu 19 anos de uma sentença de 20 anos, citando sua idade avançada.

A Tailândia, onde ele era conhecido como o “assassino do biquíni”, emitiu um mandado de prisão em meados da década de 1970 sob a acusação de drogar e matar seis mulheres, algumas das quais apareceram mortas em uma praia perto do resort de Pattaya.

Ele foi preso na Índia por envenenar um grupo de turistas franceses na capital, Nova Délhi, em 1976, antes que pudesse ser julgado pelas acusações contra ele na Tailândia.

Em 2003, Sobhraj foi preso em Katmandu, em conexão com os assassinatos de Bronzich e Carriere em 1975, após ser flagrado em um cassino.

No ano passado, a BBC e a Netflix produziram em conjunto uma série de TV dramatizando seus crimes chamada “A Serpente”.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

avos-da-praca-de-maio,-da-argentina,-encontram-131a-pessoa-que-foi-roubada-dos-pais-pela-ditadura-militar

G1 Mundo

Avós da Praça de Maio, da Argentina, encontram 131ª pessoa que foi roubada dos pais pela ditadura militar

Estima-se que 300 bebês tenham sido retirados de pais que foram mortos pela ditadura e entregues a famílias simpáticas ao regime que acabou em 1983. Estela de Carlotto, presidente da ONG Avós da Praça de Maio, localizou o neto desaparecido durante a ditadura na Argentina — Foto: Marcos Brindicci/Reuters A organização Avós da Praça de Maio, da Argentina, anunciou nesta quinta-feira (22) que descobriu a identidade de uma pessoa que […]

today22 de dezembro de 2022 18

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%