G1 Santos

Vizinhos ouvem gritos e salvam gêmeas de 2 anos deixadas sozinhas em casa no litoral de SP

today25 de julho de 2022 31

Fundo
share close

Crianças moravam com a mãe, de 24 anos, em área de invasão em Guarujá (SP).

Delegacia de Polícia Sede de Guarujá — Foto: Reprodução



Irmãs gêmeas de dois anos foram encontradas sozinhas na casa onde moravam, em Guarujá, no litoral de São Paulo. Segundo apurado pelo g1, a Polícia Militar foi acionada pelos vizinhos após as meninas começarem a gritar. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP), a mãe, de 24 anos, foi presa em flagrante por abandono de incapaz.

O caso foi registrado no DP Sede da cidade e seguirá sob investigação policial e do Conselho Tutelar, que foi acionado pela autoridade policial e constatou indícios do crime. De acordo com o presidente do órgão, Ricardo Santos, nesta segunda-feira (25) as gêmeas ficarão sob a guarda da avó materna, que já assinou um termo de responsabilidade.

As crianças ficaram ao menos duas horas sozinhas em casa, no bairro Jardim Enseada. Após a denúncia, os policiais chegaram ao local e constataram o abandono de incapaz.

A mãe das gêmeas teria voltado para casa horas depois e informado aos agentes de segurança que havia saído para comprar alimentos. De imediato a mulher foi encaminhada à delegacia.

Presidente do Conselho Tutelar de Guarujá disse que mãe e filhas moravam em área de invasão — Foto: Reprodução

Ao g1, Ricardo explicou que, ainda nesta segunda, serão realizadas uma série de procedimentos para definir a guarda das meninas e o futuro da família. Ele contou que a mãe é jovem, não possui muita renda, cria as filhas sozinhas e mora em uma área de invasão. O pai delas vive no Paraná (PR).

O presidente do Conselho Tutelar pontuou, ainda, que não há registros anteriores da mãe no órgão e que as crianças não apresentavam ferimentos ou indícios de que sofriam maus-tratos. Por isso, a família deve ser monitorada e receber amparo dos equipamentos de assistência social.

Ao g1, o advogado Jonathan Santos Pontes explicou que o abandono de incapaz é caracterizado quando a vítima não tem condições de se defender, como no caso das crianças que têm apenas dois anos de idade. Ele pontua que a mãe das criança pode perder a guarda das filhas.

Com base na cena descrita, Jonathan diz a mãe faltou com deveres, pois deixou as pequenas em situação vulnerável sob risco eminente, que é quando há possibilidade de um fato indesejável acontecer, podendo até ser fatal.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos

Newsletter G1 Created with Sketch.

O que aconteceu hoje, diretamente no seu e-mail

As notícias que você não pode perder diretamente no seu e-mail.

Para se inscrever, entre ou crie uma Conta Globo gratuita.

Obrigado!

Você acaba de se inscrever na newsletter Resumo do dia.

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

mae-contesta-laudo-de-enfisema-e-diz-que-filha-filmada-morrendo-na-rua-no-litoral-de-sp-foi-esfaqueada;-video

G1 Santos

Mãe contesta laudo de enfisema e diz que filha filmada morrendo na rua no litoral de SP foi esfaqueada; VÍDEO

Família vai entrar na Justiça para que o caso seja investigado e a causa da morte alterada. Cintia Oliveira, de 40 anos, foi filmada morrendo em Guarujá, no litoral de São Paulo. Cintia Oliveira, de 40 anos, foi encontrada morta na noite de quinta-feira, em uma rua do bairro na Enseada, em Guarujá, SP — Foto: Arquivo Pessoal e Reprodução A família de Cintia Oliveira, de 40 anos, que teve […]

today25 de julho de 2022 14

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%