G1 Mundo

A conta de gato de estimação no TikTok que pode ter sido usada para espionar jornalista britânica

today9 de maio de 2023 10

Fundo
share close

“Foi realmente assustador e horrível, uma violação”, diz ela.

“Eu estava na casa da minha família com minha irmã adolescente, meus primos adolescentes — e todos eles usam o TikTok o tempo todo. Eles ficaram se perguntando: ‘Uau, devemos nos preocupar?’.”

O que aconteceu com Cristina — correspondente de tecnologia do jornal britânico Financial Times, além de amiga e ex-colega minha — é o que o TikTok e sua empresa controladora, a ByteDance, sempre negaram que aconteça, e é por isso que ela decidiu contar à BBC News.



O TikTok confirmou que membros de seu departamento de auditoria interna analisaram a localização do endereço IP de Cristina — o número único de um dispositivo — e o compararam com dados de IP de um número desconhecido de sua própria equipe, para tentar identificar quem estava se encontrando secretamente com a imprensa.

Eles “usaram indevidamente sua autoridade” para fazer isso e estavam agindo sem autorização.

Cristina não sabe por quanto tempo foi rastreada, nem com que frequência, mas sabe que aconteceu no verão passado.

“Se minha localização estivesse sendo monitorada 24 horas por dia, 7 dias por semana, isso não se limitaria apenas às minhas ações no trabalho — mesmo que se limitasse, não seria OK —, mas também à minha vida pessoal”, diz ela.

“Era quando eu estava saindo com meus amigos, quando eu estava de férias, todas essas coisas estão lá.”

“A verdadeira ameaça e o mais assustador é que eu estava apenas tentando fazer meu trabalho.”

A conta de Cristina no TikTok estava em seu celular pessoal — e em nome de sua gata, Buffy. Seu próprio nome e profissão não estavam mencionados na bio.

Ela tinha cerca de 170 seguidores e, ao longo de três anos, havia publicado cerca de 20 vídeos de Buffy, visualizados, em média, algumas centenas de vezes.

A gata de Cristina no TikTok — Foto: BBC

Assim como a maioria das plataformas de rede social, o TikTok coleta muitas informações sobre os donos de suas contas, incluindo:

  • Dados de localização;
  • “Curtidas”;
  • O dispositivo que está sendo usado;
  • Atividade online fora da própria plataforma.

Os dados dos usuários ocidentais nunca são acessados ou armazenados dentro da China, diz a empresa.

E a equipe responsável pela violação de dados de Cristina e de um punhado de outros jornalistas ocidentais, no ano passado, foi demitida por conduta imprópria.

A ByteDance, proprietária do TikTok, disse que “lamenta profundamente” o que descreveu como uma “violação significativa” de seu código de conduta e está “comprometida a garantir que isso nunca aconteça novamente”.

No verão passado, Cristina havia conversado com funcionários do TikTok insatisfeitos com as práticas da empresa. A violação de dados não conseguiu identificar suas fontes, segundo o TikTok.

Ela diz que eles também podem ter violado o rígido Regulamento Geral de Proteção de Dados da União Europeia, que afirma que os usuários devem consentir ativamente com a forma como seus dados são usados. As penalidades para as empresas que não cumprem são grandes.

Por enquanto, Cristina manteve sua conta aberta porque ainda precisa acessar o TikTok para o trabalho — mas o aplicativo agora fica em um aparelho mantido em seu local de trabalho. E ela reduziu o uso de rede social dela e de Buffy em outras plataformas como resultado do que aconteceu.

“Eu realmente tive que pensar sobre a minha segurança — sobretudo minha segurança digital”, diz ela.

“Estou supercuidadosa agora. Tenho que garantir que não haja chance de meus dispositivos serem rastreados. Tenho que garantir que minhas fontes também estejam cientes dos possíveis desafios à segurança delas.”

O especialista em segurança cibernética Alan Woodward, da Universidade de Surrey, no Reino Unido, disse que esse nível de rastreamento “não pode ser descrito como acidental, nem sequer incidental”.

“Alguém teve que fazer uma investigação adicional para descobrir que a conta do gato era de fato de Cristina”, diz ele.

O TikTok está lutando para sobreviver nos EUA — e o acesso a ele já foi restrito em dispositivos oficiais em vários outros países.

A ByteDance tem sede em Pequim — embora também tenha escritórios na Europa e nos EUA —, e há preocupações de que ela possa compartilhar dados de usuários ocidentais com o governo chinês, se isso for requisitado.

No entanto, o app continua extremamente popular, somando mais de 3,5 bilhões de downloads em todo o mundo.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

centro,-sul-e-leste-pagam-iptu-nesta-quarta-feira-(10)

Prefeitura de Guarujá

Centro, Sul e Leste pagam IPTU nesta quarta-feira (10)

Já na quinta-feira (11), será a vez de a região Oeste (Santo Antônio e Santa Rosa) pagar a quinta parcela do imposto; contribuintes dessas zonas territoriais já estão acessando o carnê por meio do IPTU na forma digital Contribuintes das regiões do Centro (Vila Maia, Pitangueiras e Barra Funda), Sul (Astúrias, Tombo, Guaiúba e Jardim Las Palmas) e Leste (Enseada, Jardim Acapulco, Perequê, até o Ferry Boat de Bertioga) devem […]

today9 de maio de 2023 2

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%