G1 Mundo

Acusado de matar promotor paraguaio que foi preso no Rio pretendia fugir para a Ásia, diz polícia

today11 de fevereiro de 2023 13

Fundo
share close

Investigadores da 20ª DP (Vila Isabel) afirmam que Miguel Ángel Insfrán Galeano, conhecido como Tio Rico, estava pensando em viajar para um país da Ásia para evitar a extradição para o Paraguai.

O paraguaio, preso no Rio nesta quinta-feira (9), também estava buscando alianças com o Comando Vermelho para tentar se tornar o principal fornecedor de cocaína do Rio e, posteriormente, do país.

Imagem de Marcelo Pecci do site do Ministério Público do Paraguai — Foto: Reprodução/Ministério Público do Paraguai



Momentos antes de ser morto, Marcelo Pecci e esposa anunciaram gravidez — Foto: Redes sociais/ Reprodução

Segundo o delegado Fábio Luiz da Silva, Miguel começou sua vida no crime sendo advogado de grandes traficantes e, com o tempo, passou a controlar a cadeia de produção de drogas.

Tio Rico, segundo ele, utiliza suas empresas de transporte para lavar dinheiro do tráfico e também utiliza igrejas para o mesmo fim. Seu irmão, de acordo com as investigações, é pastor e é considerado foragido.

De acordo com a polícia civil, ele pretendia, depois de se tornar o fornecedor de drogas da cidade, expandir os negócios para todo o país.

No Rio, os principais aliados eram traficantes do Comando Vermelho.

Depois de conseguir criar um esquema criminoso no Brasil, Miguel pretendia deixar o país.

“Ele não iria fixar residência, iria sair para um país da Ásia em breve, um país que não tivesse extradição (para o Paraguai)”, disse o delegado.

A polícia recebeu a informação de que o suspeito estava no país. Depois disso, policiais fizeram duas abordagens distintas ao carro de Miguel, uma Hilux.

Na segunda delas, questionado sobre vários crimes, incluindo o assassinato do promotor paraguaio, ele negou e afirmou que era um empresário.

‘Tio Rico’ tinha passagem por tráfico de drogas, associação criminosa e lavagem de dinheiro.

Miguel foi preso na noite de quinta-feira e foi levado para a Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

lula-e-biden-se-reunem,-fazem-defesa-da-democracia-e-propoem-parceria-para-combater-as-mudancas-climaticas

G1 Mundo

Lula e Biden se reúnem, fazem defesa da democracia e propõem parceria para combater as mudanças climáticas

No início do encontro, em momento aberto à imprensa, Lula e Biden fizeram uma defesa da democracia e ressaltaram a importância de uma parceria entre os dois países no combate às mudanças climáticas. A reunião de Lula e Biden carrega o simbolismo de os dois presidentes terem visto, após suas eleições, ataques de oposicionistas às sedes de poderes da República. No caso de Biden, foi o ataque ao Capitólio, em […]

today11 de fevereiro de 2023 9

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%