G1 Mundo

Adolescente que matou colegas em escola na Finlândia diz que atirou porque sofria bullying

today3 de abril de 2024 4

Fundo
share close

O menino levou uma arma de fogo e abriu fogo contra estudantes do colégio que estuda, nos arredores da capital Helsinki. Um dos alunos atingidos morreu, e outros dois ficaram gravemente feridos.

“O suspeito disse durante os interrogatórios que foi alvo de bullying, e esta informação também foi confirmada na investigação preliminar pela polícia”, disse a polícia em comunicado.

As vítimas e o menino detido têm 12 anos, segundo a polícia.



As crianças atingidas foram levadas a um hospital da região, onde permaneciam internadas nesta quarta-feira. De acordo com a polícia, a detenção do suspeito e da arma ocorreu no subúrbio de Siltamaki, cerca de 3 km distante da escola Viertola.

Ao comentar o ataque, o primeiro-ministro da Finlândia, Petteri Orpo, disse que o episódio “nos choca profundamente”, em paticular pela idade dos envolvidos. Ele afirmou também que a motivação do ataque ainda não é conhecida pelas autoridades.

Policiais no local da escola Viertola, em Vantaa, Finlândia, após tiroteio — Foto: Markku Ulander / Lehtikuva via AP

A instituição de ensino onde ocorreu o ataque tem cerca de 800 alunos, do primeiro ao nono ano, e uma equipe de cerca de 90 pessoas.

“O perigo imediato acabou”, disse Sari Laasila, diretor da escola de Viertola, à Reuters, recusando-se a comentar mais sobre o incidente.

“O dia começou de uma forma horrível. Houve um tiroteio na escola Viertola, em Vantaa. Só posso imaginar a dor e a preocupação que muitas famílias estão sentindo neste momento. O suspeito do crime foi capturado”, postou a ministra do Interior, Mari Rantanen no X.

A Finlândia já registrou casos de ataques a tiros em escola no passado. Em 2007, Pekka-Eric Auvinen matou a tiros seis estudantes, a enfermeira da escola, o diretor e ele próprio usando uma arma na Jokela High School, perto de Helsinque.

Um ano depois, em 2008, Matti Saari, outro estudante, abriu fogo numa escola profissionalizante em Kauhajoki, noroeste do país. Ele matou nove estudantes e um funcionário antes de apontar de se matar.

A Finlândia reforçou a sua legislação sobre armas em 2010, introduzindo um teste de aptidão para todos os requerentes de licenças de armas de fogo. O limite de idade para os candidatos também foi alterado de 18 para 20 anos.

Existem mais de 1,5 milhão de armas de fogo licenciadas e cerca de 430 mil titulares de licenças no país de 5,6 milhões de habitantes, onde a caça e o tiro ao alvo são atividades populares.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

interferencia-politica-e-a-desvalorizacao-da-petrobras

Pleno News

Interferência política e a desvalorização da Petrobras

Ives Gandra - 03/04/2024 16h29 Lula em cerimônia na Refinaria Abreu e Lima Foto: PR/Ricardo Stuckert Recentemente, o presidente Lula chamou o mercado de voraz por causa das quedas no valor das ações da Petrobras equivalentes a aproximadamente R$ 60 bilhões. Evidentemente, tenderão a crescer novamente. De qualquer modo, essa desvalorização da Petrobras em relação ao mercado, deve-se à interferência política em uma empresa que tem que concorrer com outras […]

today3 de abril de 2024 4

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%