G1 Santos

Advogada muda de carreira, vence depressão e redecora a vida para superar a ‘síndrome do ninho vazio’

today8 de junho de 2024 2

Fundo
share close

Moradora de Guarujá, no litoral de São Paulo, a mulher de 53 anos decorou o casamento dos dois filhos em 2018. Apesar da felicidade de ver as ‘crianças’ formando suas próprias famílias, encontrar a casa vazia a fez entrar em depressão.

Andréia já tinha preparado festas para amigos e familiares, como se fosse um hobby, mas ao organizar as cerimônias dos filhos tudo ficou claro. Era essa a profissão que deveria seguir, que a deixava feliz. A transformação de vida, inclusive, foi incentivada pelo marido, que percebeu a esposa mudada.

Ela abriu a “Afestejar Eventos”, que a levou até a final de um reality show voltado a decoração, em 2019. Já neste ano, conquistou o primeiro lugar por votação popular na categoria “Festas e Eventos” na premiação em Portugal. “A decoração, hoje, é a minha vida, o meu respirar. Eu encontrei o meu propósito”, disse ao g1.



Andréia se tornou decoradora após organizar os casamentos dos filhos — Foto: Arquivo pessoal

A família de Andréia enfrentou momentos difíceis em 2005, quando o bebê de dois anos dela se afogou na piscina de casa e morreu. O pequeno brincava com o irmão e uma prima no quintal em frente à casa, mas deu a volta no imóvel sem ninguém ver e caiu na água. Ele chegou a ser socorrido e levado ao hospital, mas não resistiu.

“Ele era o xodó. E, de repente, quando tudo isso aconteceu, foi como se me tirassem o chão. E os meus [outros] filhos me sustentaram durante todos esses anos”, explicou ela.

Andréia atuava como advogada e era assistente de um juiz, fazendo audiências de conciliação. A pretensão era prestar magistratura, mas, devido à fatalidade, ela ficou “sem chão” e condições de estudar para realizar as metas que havia estipulado. Assolada pela depressão, acabou abrindo mão desse sonho.

Como decoradora, ela se encontrou. Ao mesmo tempo em que é grata pelo conhecimento adquirido com o Direito, sente que a atual profissão é o que preenche seu coração. “A gente respira, por mais difícil que as coisas sejam. Às vezes, a gente respira e segue em frente. E eu estou aqui, seguindo em frente”, comemorou.

Andréia com os filhos e o marido no casamento da filha — Foto: Arquivo pessoal

O que é a síndrome do ninho vazio?

Segundo a psicóloga Eliana Gardini, para algumas mulheres o importante papel da maternidade ocupa todos os espaços da vida desde o nascimento dos filhos. Quando eles saem de casa, elas precisam ressignificar esse papel. “Esse vazio vem acompanhado de tristeza, sentimento de menos valia e por vezes até um quadro depressivo“, disse.

A neuropsicóloga Marina Drummond ressaltou que a distância gera uma espécie de luto. Sendo assim, é como se não houvesse mais sentido em seguir em frente. Em casos como os de Andréia, que perdeu um filho anos atrás, há ainda outros fatores contribuindo para o quadro.

Caso identifique os sinais, o recomendado é buscar um profissional e iniciar a psicoterapia. “O importante é deixar a dor te transformar em uma pessoa melhor, aprender alguma coisa”, orientou Marina.

Victoria Riskowsky, também psicóloga, destacou que a síndrome pode ser avaliada como algo cultural. “Quando os pais, em determinada cultura, enxergam como uma parte natural do ciclo da vida os filhos saírem de casa e atribuem outros sentidos pra suas próprias vidas, isso não é visto como um sofrimento”, disse.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

preso-por-matar-a-mae-de-80-anos-por-‘ordem-de-santo’-tem-suastica-tatuada-no-peito

G1 Santos

Preso por matar a mãe de 80 anos por ‘ordem de santo’ tem suástica tatuada no peito

O crime aconteceu no bairro Indaiá. O homem morava em uma edícula atrás da casa da mãe, mas invadiu a residência da idosa para agredi-la. A vítima foi socorrida via Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ao Hospital de Bertioga e, depois, transferida ao Hospital Santo Amaro (HSA), em Guarujá, onde morreu. Uma imagem, obtida pelo g1 neste sábado (8), mostra o suspeito dentro de uma delegacia, logo após […]

today8 de junho de 2024 3

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%