G1 Mundo

Além da Alemanha, veja outros países que enviarão tanques para a Ucrânia

today25 de janeiro de 2023 16

Fundo
share close

A decisão da Alemanha abre caminho para que outros países, como Polônia, Espanha, Finlândia, Holanda e Noruega, forneçam alguns de seus tanques Leopard, de fabricação alemã. Há semanas o governo do chanceler alemão Olaf Scholz vem sendo pressionado a enviar os tanques e permitir que outros aliados da Otan façam o mesmo.

Como o tanque Leopard 2 é de fabricação alemã, é preciso autorização da Alemanha para que os veículos que estão em outros países sejam reexportados para a Ucrânia.

Inicialmente, fontes do governo americano deram a entender que a Alemanha só enviaria seus tanques se os Estados Unidos fizessem o mesmo, mas um porta-voz alemão negou que a decisão estivesse vinculada de alguma forma à disponibilização de tanques americanos.



O governo de Scholz estava estagnado em relação à decisão por receio de uma escalada na guerra por parte da Rússia.

“Precisamos evitar que a guerra se transforme numa guerra entre a Rússia e a Otan”, disse Scholz.

Veja abaixo quais países pretendem enviar tanques de batalha para a Ucrânia:

A Alemanha disse que forneceria tanques de batalha Leopard 2, um veículo construído na Alemanha com um canhão de cano liso de 120 mm que é um dos mais amplamente utilizados no Ocidente. Ele disse que enviaria uma companhia inicial de 14 tanques.

Autoridades dos EUA dizem que Washington está pronto para enviar dezenas de seu tanque de batalha M1 Abrams. O tanque tem um canhão de furo liso de 120 mm.

O governo britânico anunciou em janeiro que enviaria um esquadrão, ou 14, de seus tanques de batalha Challenger 2, que tem um canhão de 120 mm.

Varsóvia disse que está pronta para enviar até 14 de seus tanques Leopard 2 e apresentou um pedido de aprovação a Berlim. A Polônia saudou a recente decisão da Alemanha de aprovar as reexportações dos tanques.

O governo norueguês está considerando enviar alguns de seus tanques Leopard, segundo veículos da imprensa.

O ministro da Defesa da Finlândia, Mikko Savola, disse que o país se juntará ao grupo de países que enviarão tanques Leopard 2 para a Ucrânia, mas a contribuição será limitada porque Helsinque ainda não faz parte da Otan e não pode comprometer sua própria defesa.

O primeiro-ministro holandês, Mark Rutte, disse que a Holanda está preparada para entregar tanques de batalha à Ucrânia, se necessário.

A ministra da Defesa espanhola, Margarita Robles, disse que a Espanha está aberta a fornecer tanques Leopard 2 à Ucrânia.

O governo francês está considerando enviar seu tanque Leclerc, que tem um canhão de cano liso de 120 mm, dizendo que todas as opções estão sobre a mesa. O país havia resistido anteriormente às demandas, dizendo que as missões francesas no exterior limitavam o número de veículos disponível para enviar e manutenção pesada do tanque significava que seu uso não era ideal.

Alemanha autoriza envio de tanques à Ucrânia

Alemanha autoriza envio de tanques à Ucrânia




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

tanques-da-alemanha-podem-fazer-a-ucrania-sair-da-defensiva-e-ir-para-a-ofensiva,-dizem-especialistas

G1 Mundo

Tanques da Alemanha podem fazer a Ucrânia sair da defensiva e ir para a ofensiva, dizem especialistas

A data para a chegada da remessa de armas ainda não foi divulgada, mas é esperado que o veículo blindado possa ser um diferencial para o sucesso de Kiev na reconquista de territórios dominados pela Rússia. Considerado "o principal tanque de batalha do mundo", o Leopard 2 pesa 55 toneladas e atinge 68 km/h;Apesar de moderno ele precisa de treinamento para usar, o que pode prejudicar os ucranianos a curto […]

today25 de janeiro de 2023 19

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%