G1 Mundo

Alemanha bane ‘seita’ neonazista que doutrinava crianças

today28 de setembro de 2023 6

Fundo
share close

No mesmo dia, a polícia realizou operações de busca e apreensão em dezenas de residências de membros da organização e outros locais, em 12 dos 16 estados alemães.

Um comunicado do Ministério do Interior informou o banimento do Artgemeinschaft, uma associação pagã neonazista e antidemocrática de cerca de 150 pessoas, e todas as suas subdivisões, de nomes como Gefährtschaften (“Eixo dos companheiros”), Gilden (“Guilda” ou “Corporação”), Freundeskreise (“Círculo de amigos”), e Familienwerk (“Obra Familiar”).

“Banimos uma associação sectária, profundamente racista e antissemita” declarou em nota a ministra do Interior, Nancy Faeser. “Esse é mais um duro golpe contra o extremismo de direita e aqueles que continuam a espalhar ideologias nazistas até os dias atuais.”



Faeser disse que o grupo, fundado em 1951, tentava doutrinar crianças e jovens com sua ideologia nazista e antidemocrática, sob a fachada de uma credo pseudo-religioso germânico. A associação distribuía livros infantis com conteúdo antissemita, incluindo vários títulos da época do nazismo.

Como um grupo extremista do Brasil se uniu a uma organização internacional de neonazistas?

Como um grupo extremista do Brasil se uniu a uma organização internacional de neonazistas?

Semelhanças com a ideologia nazista

O objetivo central do grupo era a preservação e promoção de um tipo de doutrina racial que se equivale ao termo “raça” na forma como era utilizado pelos nazistas. O simbolismo, as narrativas contrárias à ordem constitucional e as atividades do grupo também demonstram semelhanças com a ideologia nazista, afirma o comunicado do Ministério.

Eles ensinavam seus membros como escolher cônjuges “apropriados”, dentro dos biotipos da Europa Central e do Norte, de modo a transmitir a formação genética “correta”, de acordo com a ideologia racista do grupo. Pessoas de outras origens eram degradadas, segundo o Ministério do Interior.

Nas buscas realizadas nesta quarta-feira foram encontradas armas de fogo, coletes à prova de balas, ouro, dinheiro em espécie e material de conteúdo extremista. Faeser informou que também foram apreendidas algumas balestras e duas licenças de posse de arma foram revogadas.

Os policias recolheram ainda medalhas, bandeiras e bustos associados ao nazismo. Segundo a ministra, em torno de 700 agentes dos serviços de segurança participaram das operações.

O banimento do grupo já era preparado há mais de um ano, com base em investigações realizadas pelo Departamento de Proteção à Constituição, o serviço de inteligência responsável por conter riscos à segurança interna da Alemanha.

Polícia desmantelou grupo supremacista

Na semana passada, o governo alemão baniu o grupo neonazista Hammerskins Germany, realizando buscas nas residências de dezenas de membros.

O grupo, uma ramificação de uma associação extremista de direita dos Estados Unidos, teve papel central na cena neonazista europeia nos últimos anos.

O Hammerskins era conhecido pelos shows de rock de supremacia branca, divulgou o Ministério do Interior,

O grupo, com cerca de 130 membros, pretendia difundir “uma doutrina racial baseada na ideologia nazista”.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

justica-militar-mantem-condenacao-e-tenente-coronel-que-assediou-soldado-tera-que-cumprir-a-pena

G1 Santos

Justiça Militar mantém condenação e tenente-coronel que assediou soldado terá que cumprir a pena

O advogado da ex-soldado, Sidnei Henrique, explicou sobre a certidão de trânsito em julgado: "Significa que não cabe mais nenhum tipo de recurso nesse processo em que a ex-soldado Jéssica foi vítima de assédio sexual. [...] Então, agora, a gente pode dizer sim que o coronel está definitivamente condenado pelo crime de assédio sexual". Para Jéssica, o sentimento é de justiça feita. Agora, ela espera que o caso encoraje outras […]

today27 de setembro de 2023 10

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%