G1 Mundo

Alemanha quer legalizar a maconha, mas sem permitir a venda em lojas

today12 de abril de 2023 8

Fundo
share close

A Alemanha modificou nesta quarta-feira (12) os planos para legalizar a cannabis, apresentando legislação que permitiria o cultivo privado e a distribuição por meio de grupos sem fins lucrativos, mas não a venda generalizada, para qualquer consumidor e em qualquer quantidade, em lojas.

De acordo com a nova lei, os indivíduos poderiam adquirir até 25 gramas de maconha recreativa por dia e um máximo de 50 gramas por mês. Para jovens com menos de 21 anos, o limite mensal seria de 30 gramas.



Em NY, inaugura a primeira loja de venda de maconha para uso recreativo

Em NY, inaugura a primeira loja de venda de maconha para uso recreativo

“A política anterior de cannabis fracassou – agora temos que seguir novos caminhos”, disse o ministro da Saúde, Karl Lauterbach.

O anúncio de quarta-feira pelos ministérios da Saúde, Justiça e Agricultura ocorreu depois que representantes do governo alemão conversaram com representantes da Comissão Europeia sobre um documento que o governo alemão publicou em outubro do ano passado.

Aquele texto descrevia os planos e mencionava uma disposição para regulamentar as vendas de cannabis em lojas licenciadas, mas isso parece ter sido descartado após negociações com o executivo da União Europeia.

O projeto de lei, no entanto, prevê um projeto piloto para um pequeno número de lojas licenciadas em algumas regiões para testar os efeitos de uma cadeia de abastecimento comercial de cannabis recreativa na saúde pública, a proteção de menores e o mercado negro.

Muitos países europeus, incluindo a Alemanha, já legalizaram a cannabis para fins medicinais limitados. Outros descriminalizaram seu uso geral, como a Holanda, mas deixaram de torná-la totalmente legal.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

casal-nos-eua-celebra-a-chegada-da-1a-menina-na-familia-em-138-anos

G1 Mundo

Casal nos EUA celebra a chegada da 1ª menina na família em 138 anos

Depois de 138 anos, a pequena Audrey chegou à família Clark para quebrar a hegemonia masculina. Segundo registros, ela é a primeira menina a nascer do lado dos Clark desde 1885. Em entrevista ao programa Good Morning America, da ABC, Carolyn e Andrew Clark, que são pais também de Cameron, de 4 anos, contaram que ficaram surpresos com a revelação do sexo do bebê. "Nunca pensamos que teríamos uma menina", […]

today12 de abril de 2023 11

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%