G1 Mundo

ANTES E DEPOIS: novas imagens de satélite que mostram destruição na Turquia causada por terremoto são liberadas

today9 de fevereiro de 2023 31

Fundo
share close

Registros mostram efeito dos tremores em Karamamaras e Antáquia, no sudeste turco, perto da fronteira com a Síria.


Uma imagem de satélite mostra o Castelo de Gaziantep após terremoto na Turquia, 8 de fevereiro de 2023. — Foto: Maxar Technologies/Handout via REUTERS



Novas imagens de satélite que mostram a destruição causada pelo terremoto que atingiu a Síria e a Turquia na segunda-feira (6) foram liberadas. Nos registros, é possível o efeito dos tremores em Karamamaras e Antáquia, no sudeste turco, perto da fronteira síria.

Imagem Maxar Technologies/Handout via REUTERS Imagem Maxar Technologies/Handout via REUTERS

— Foto 1: Maxar Technologies/Handout via REUTERS — Foto 2: Maxar Technologies/Handout via REUTERS

Imagem Maxar Technologies/Handout via REUTERS Imagem Maxar Technologies/Handout via REUTERS

— Foto 1: Maxar Technologies/Handout via REUTERS — Foto 2: Maxar Technologies/Handout via REUTERS

Imagem Maxar Technologies/Handout via REUTERS Imagem Maxar Technologies/Handout via REUTERS

— Foto 1: Maxar Technologies/Handout via REUTERS — Foto 2: Maxar Technologies/Handout via REUTERS

Imagem Maxar Technologies/Handout via REUTERS Imagem Maxar Technologies/Handout via REUTERS

— Foto 1: Maxar Technologies/Handout via REUTERS — Foto 2: Maxar Technologies/Handout via REUTERS

Imagem Maxar Technologies/Handout via REUTERS Imagem Maxar Technologies/Handout via REUTERS

— Foto 1: Maxar Technologies/Handout via REUTERS — Foto 2: Maxar Technologies/Handout via REUTERS

Imagem Maxar Technologies/Handout via REUTERS Imagem Maxar Technologies/Handout via REUTERS

— Foto 1: Maxar Technologies/Handout via REUTERS — Foto 2: Maxar Technologies/Handout via REUTERS

Imagem Maxar Technologies/Handout via REUTERS Imagem Maxar Technologies/Handout via REUTERS

— Foto 1: Maxar Technologies/Handout via REUTERS — Foto 2: Maxar Technologies/Handout via REUTERS

Imagem Maxar Technologies/Handout via REUTERS Imagem Maxar Technologies/Handout via REUTERS

— Foto 1: Maxar Technologies/Handout via REUTERS — Foto 2: Maxar Technologies/Handout via REUTERS

Terremoto de magnitude de 7,8

A contagem oficial de mortos por conta do maior terremoto em 80 anos na Turquia e na Síria tem subido sem parar. O tremor durou um minuto e meio e abalou fortemente a região central turca e o noroeste sírio.

  • O terremoto ocorreu na madrugada de segunda-feira (6) no povoado de Karamamaras, no sudoeste da Turquia, perto da fronteira com a Síria;
  • O raio de alcance do tremor foi de 250 quilômetros e, portanto, foi fortemente sentido em centenas de municípios e cidades dos dois países;
  • O epicentro ocorreu a 10 quilômetros da superfície — esta é uma profundidade considerada baixa e pode explicar, em parte, o tamanho da destruição provocada;
  • O tremor também foi sentido em Israel, no Iraque, no Chipre e no Líbano. Não há registro de vítimas ou feridos nesses países;
  • Foi o pior terremoto desde 1939 na região, muito propensa ao fenômeno por ser uma área de encontro de placas tectônicas;
  • Cerca de 90 réplicas também foram registradas após o primeiro tremor.

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

animais-sentem-terremotos-antes-dos-humanos?-estudos-apontam-que-sim,-mas-ciencia-nao-tem-resposta-definitiva

G1 Mundo

Animais sentem terremotos antes dos humanos? Estudos apontam que sim, mas ciência não tem resposta definitiva

Pouco antes do terremoto de magnitude 7,8 que atingiu a Turquia e a Síria, alguns animais, como pássaros e cachorros, ficaram mais agitados do que o comum, de acordo com relatos de pessoas da região nas redes sociais. Segundo uma reportagem da BBC, há evidências da Grécia Antiga de relatos de pessoas dizendo que os animais conseguem “prever” terremotos. O jornal “Washington Post” publicou um texto em que explica que […]

today9 de fevereiro de 2023 14

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%