Pleno News

Anti-Israel: O negacionismo após o massacre de 7 de outubro

today19 de dezembro de 2023 9

Fundo
share close

Lawrence Maximo – 19/12/2023 16h08

Fotos de reféns do Hamas em muro na cidade de Tel Aviv Foto: EFE/EPA/CHRISTOPHE PETIT TESSON

Desde 7 de outubro de 2023, houve um aumento no antissemitismo em todo o mundo. Provavelmente, os incidentes antissemitas continuem a aumentar. Muitas manifestações de solidariedade aos palestinos demonstraram sentimento anti-Israel e apoio ao Hamas.

Quando a violência está no noticiário, é importante ficar atento aos vieses que estão presentes e ativados pela cobertura jornalística e pelos comentários. Quando Israel está nas manchetes, os incidentes antissemitas aumentam e a retórica antissemita nas redes sociais também. Além disso, os conflitos geopolíticos no Oriente Médio muitas vezes ativam o preconceito em relação às pessoas de ascendência do Oriente Médio. A guerra e a violência inspiram fortes emoções, que podem ativar vieses conscientes e inconscientes sobre grupos de pessoas. É essencial estar atento aos vieses que podem surgir para desafiá-los.

No entanto, uma forma de propaganda enganosa se destaca na guerra atual: o negacionismo.

O negacionismo se manifesta em repetidas tentativas de lançar dúvidas sobre os eventos de 7 de outubro, seus perpetradores, seus métodos, a natureza de suas vítimas, seu alcance ou os objetivos do Hamas. Muitas vozes anti-Israel e antissemitas em todo o mundo, incluindo alguns nos Estados Unidos, políticos, jornalistas e líderes palestinos, se envolveram no negacionismo.


Alguns afirmam que os ataques nunca ocorreram ou que Israel foi o grande responsável pelo massacre. Outros sugerem que atos de estupro não ocorreram ou que Israel fabricou provas contra o Hamas. Há até vozes que argumentam que o Hamas foi de fato benevolente com seus reféns israelenses, que foram gratos em troca, em um esforço para minimizar a gravidade de o grupo terrorista manter centenas de pessoas inocentes como reféns.



Essa tendência de promover narrativas falsas constitui uma campanha de gaslighting por meio da qual a clareza moral é borrada, o Hamas é elogiado e Israel é demonizado. E embora essas afirmações sejam mais problemáticas feitas por líderes anti-Israel, elas foram papagueadas e amplificadas por ativistas e por aqueles que compartilham ou “gostam” nas redes sociais.


Em um momento de crescente antissemitismo em todo o mundo, essas alegações apenas alimentam animus e, potencialmente, ataques a judeus e israelenses em todo o mundo.

Siga-me no Instagram.

Lawrence Maximo é cientista político, analista internacional de Israel e Oriente Médio, professor e escritor. Mestrando em Ciência Política: Cooperação Internacional (ESP), Pós-Graduado em Ciência Política: Cidadania e Governação, Pós-Graduado em Antropologia da Religião e Teólogo. Formado no Programa de Complementação Acadêmica Mastership da StandWithUs Brasil: história, sociedade, cultura e geopolítica do Oriente Médio, com ênfase no conflito israelo-palestino e nas dinâmicas geopolíticas de Israel. Escreve artigos para o jornal Gazeta do Povo.

* Este texto reflete a opinião do autor e não, necessariamente, a do Pleno.News.

Leia também1 Judeus no Brasil denunciam aumento de antissemitismo

2 Entidade judaica acusa Dino de usar Bíblia para demonizar Israel

3 Israel eleva alerta de ameaça para viajantes e inclui Brasil

4 Vereador do União Brasil é condenado por antissemitismo

5 Israel pede que cidadãos evitem itens judaicos em outros países

Siga-nos nas nossas redes!

O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.




Todos os créditos desta notícia pertecem a Pleno News.

Por: Lawrence Maximo

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

guaruja-arrecada-mais-de-r$-226-mil-em-leilao-de-veiculos-e-sucatas

Prefeitura de Guarujá

Guarujá arrecada mais de R$ 226 mil em leilão de veículos e sucatas

Os bens arrematados deverão ser retirados na Garagem Municipal (Avenida Mario Daige, 1250 – Jardim Boa Esperança, em Vicente de Carvalho), nos até esta quinta-feira (21), das 8 às 11 horas e das 14 às 16 horas O leilão de veículos e sucatas realizado pela Prefeitura de Guarujá na última quinta-feira (13), arrecadou mais de R$ 226 mil. O total superou a previsão da Secretaria de Gestão Administrativa (ADM), que era arrecadar aproximadamente R$ 99 mil. A iniciativa foi realizada somente na modalidade on-line e contou […]

today19 de dezembro de 2023

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%