G1 Mundo

Apagão deixa milhões de residências sem energia elétrica na Argentina

today1 de março de 2023 8

Fundo
share close

Uma grande parte da Argentina, incluindo da região metropolitana de Buenos Aires (Amba), ficou sem eletricidade na tarde desta quarta-feira (1º) quando a usina nuclear Atucha I teve problemas. O corte de energia ocorreu por volta das 16h (horário local), durante uma onda de calor, e atingiu 20 milhões de pessoas.

De acordo com o jornal “La Nación”, cerca de 40% da demanda total de eletricidade do país não estava sendo atendida — ou seja, mais de 6 milhões de residências, de um total de 15,8 milhões, estão sem energia.

Vários bairros da capital Buenos Aires ficaram sem energia elétrica, o que provocou a interrupção no serviço das principais linhas de metrô e trens suburbanos. Várias áreas das províncias de Córdoba, Mendoza, San Luis, Entre Ríos e Santa Fé também foram deixadas no escuro.



O sistema de distribuição de água também foi afetado.

Passageiros deixam uma estação de metrô em Buenos Aires durante um apagão na Argentina em 1º de março de 2023 — Foto: Reprodução/Reuters

O que se sabe sobre o apagão

As autoridades afirmam que a interrupção de energia ocorreu devido a um incêndio em áreas de pasto perto da linha de transmissão entre as localidades de Campana e General Rodríguez. O incidente desencadeou várias outras falhas registradas no sistema elétrico interligado do país.

Incêndio atingiu torres de transmissão de energia elétrica e causou um apagão na Argentina em 1º de março de 2023 — Foto: Secretaria de Energia da Argentina via Reuters

“As causas das falhas originais no sistema interligado serão investigadas pelo ministério da Energia. O trabalho está sendo feito rapidamente para resolver esse problema”, disseram as distribuidoras de eletricidade em declaração.

A Cammesa, empresa responsável pelo sistema elétrico argentino, afirmou em comunicado que, no momento do corte, o termômetro marcava 35°C e a potência requisitada do sistema era de 26.570 MW.

O calor gera um aumento na demanda por eletricidade segundo a Transener S.A., empresa responsável pela distribuição de energia.

Sistema de monitoração da Cammesa, empresa responsável pelo setor elétrico da Argentina, mostra a queda na distribuição de energia elétrica durante o apagão no dia 1º de março de 2023 — Foto: Cammesa/Reprodução

“A perturbação gerou oscilações no sistema com a consequente restrição à demanda“, disse a Transener S.A. em um comunicado. A usina nuclear de Atucha I saiu de serviço preventivamente.

Santiago Yanotti, subsecretário de Energia Elétrica, disse ao canal Todo Notícias que eles esperam “em algumas horas ter o serviço restaurado”.

Algumas regiões do país, como parte de Buenos Aires e as províncias de Rio Negro e Neuquén, relataram o retorno de energia elétrica de forma intermitente por volta das 18h30, segundo a imprensa local.

Imagem aérea mostra o complexo nuclear de Atucha, na Argentina — Foto: Reprodução/Reuters




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

entenda-a-polemica-envolvendo-a-visita-de-lula-a-portugal-e-a-sessao-sobre-a-revolucao-dos-cravos-no-parlamento-do-pais-europeu

G1 Mundo

Entenda a polêmica envolvendo a visita de Lula a Portugal e a sessão sobre a Revolução dos Cravos no parlamento do país europeu

Após uma declaração do chanceler português, na semana passada, de que o presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, iria discursar na Assembleia da República de Portugal durante a celebração da Revolução dos Cravos (entenda melhor a data abaixo), em abril, alguns deputados daquele país se posicionaram contra a participação de um líder estrangeiro no evento comemorativo. Passados alguns dias, veio a confirmação de que Lula não irá discursar […]

today1 de março de 2023 8

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%