G1 Mundo

Após anúncio de cessar-fogo no Sudão, barulhos de tiros são ouvidos na capital; mais de 200 foram mortos no conflito

today18 de abril de 2023 8

Fundo
share close

Nesta terça, o número de mortos no conflito passou de 200, segundo o chefe da missão da ONU no país, Volker Perthes. Outras 1.800 pessoas ficaram feridas.

O general do Exército, Shams El Din Kabbashi, declarou que a pausa nos conflitos acontecerá a partir de 6h no horário local (1h no horário de Brasília) de quarta-feira (19).

Esta imagem de satélite mostra um tanque e outros veículos militares bloqueando uma estrada perto do Nilo Branco em Cartum, Sudão, segunda-feira, 17 de abril de 2023. — Foto: Maxar Technologies via AP



Os confrontos no Sudão, que chamaram a atenção do mundo este fim de semana, começaram após uma ruptura entre o Exército e os paramilitares das Forças de Apoio Rápido (RSF) – em outubro de 2021, os dois grupos se juntaram para dar um golpe que tirou os civis do poder, mas agora romperam e brigam pelo controle do país.

Desde o sábado (14), intensos tiroteios não param e a aviação tem como alvo, no coração de Cartum, o quartel-general das FAR, um grupo de ex-milicianos que participaram da guerra na região de Darfur e posteriormente se tornou o reforço oficial do exército.

O conflito no Sudão envolve o comandante do Exército, general Abdel Fatah al Burhan, líder de fato do país, e seu número dois, o general Mohamed Hamdan Daglo, conhecido como “Hemedti”, comandante das Forças de Apoio Rápido (FAR).

“A situação é muito instável. É difícil afirmar para onde pende o equilíbrio”, afirmou em Cartum o chefe da missão da ONU no país. “Estou em contato constante com os líderes dos dois lados”, acrescentou Volker Perthes.

Por causa da situação, a ONU suspendeu as operações no país, disse o porta-voz do secretário-geral, Stéphane Dujarric, ressaltando que a organização “não vai pedir ao seu pessoal que vá trabalhar quando, claramente, a segurança não está garantida”.

À noite, o alto representante da União Europeia para Negócios Estrangeiros e a Política de Segurança, Josep Borrell, informou pelo Twitter que o embaixador do bloco em Cartum, o irlandês Aidan O’Hara, havia sido atacado em casa, mas de acordo com o serviço diplomático da UE, ele estaria bem.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

ataque-de-grupo-armado-deixa-mais-de-30-mortos-na-nigeria

G1 Mundo

Ataque de grupo armado deixa mais de 30 mortos na Nigéria

Um grupo de homens armados matou 33 pessoas em um povoado no noroeste da Nigéria, onde ocorrem, com frequência, confrontos entre comunidades de pastores e fazendeiros - disse uma autoridade local à AFP nesta terça-feira (18). Os agressores invadiram a localidade de Runji, no estado de Kaduna, por volta das 19h de sábado (15), abrindo fogo contra moradores e incendiando casas, relatou Francis Sani, funcionário administrativo da área de Zangon […]

today18 de abril de 2023 5

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%