G1 Mundo

Após conhecer Maradona, morador de São Gonçalo se torna fã da seleção argentina e torce para os ‘hermanos’

today14 de dezembro de 2022 8

Fundo
share close

O professor de filosofia Felipe Ribeiro teve a vida mudada por um encontro que teve ainda criança. Ele conheceu Diego Maradona pessoalmente e resolveu torcer para a seleção da Argentina, após fazer uma promessa para o atleta. Após a vitória dos “hermanos” contra a Croácia, ele festeja com a casa enfeitada e espera a consagração definitiva de Messi e de seus companheiros.

“Em 1989, eu tinha por volta de 7 para 8 anos, a Argentina jogou contra o Uruguai no Maracanã e eu tive a honra de conhecer pessoalmente o Maradona. Falei com ele e prometi que, em 90, iria torcer pela seleção. Aí a paixão de criança pegou na alma, esteticamente e filosoficamente e eu torço fanaticamente pela seleção da Argentina”, disse Felipe.

Em entrevista ao Bom Dia Rio nesta quarta-feira (14), ele mostrou a coleção que inclui camisas, agasalhos e bandeiras, entre outros itens, que ficam na casa onde vive com a família, em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio.



Morador de São Gonçalo é fã da seleção da Argentina e torce pela consagração definitiva de Lionel Messi — Foto: Bruno Grubertt/ TV Globo

Luzia, mãe do professor, também entrou na onda e torce para os jogadores do país vizinho. Questionada para quem torce quando a partida é entre Brasil e Argentina, ela não titubeia na resposta.

“Torço pela Argentina, com certeza”, disse a mãe de Felipe.

Felipe é fã de Carlos Gardel, mas a história que escreve para a própria vida passa por um ritmo muito brasileiro: o samba. Ele é compositor e um dos autores do samba-enredo que a Viradouro levou para a Marquês de Sapucaí este ano.

“Eles levam na brincadeira, sempre levaram na brincadeira nas redes sociais. A própria Viradouro também. Viver pautado no amor é o que precisa ser. O futebol, a Argentina, há um carinho. E não há problema demonstrar o amor, respeitando sempre o outro”, definiu.

Felipe Ribeiro é torcedor da seleção da Argentina — Foto: Reprodução/ TV Globo

O professor de filosofia conta que seguirá na torcida e aposta que a Argentina será campeã sobre o adversário, que será definido em um jogo na tarde desta quarta entre França e Marrocos. Ele também aposta que Messi será o artilheiro da competição.

“Messi não, Deus Messi. Pode vir França, Marrocos, vir até de outro planeta. Nós temos um ET. Temos um ET. E vou dar a dica para os carnavalescos aqui do Rio de Janeiro. A Argentina merecia um enredo. E, com certeza, quero ser compositor”, filosofou o torcedor.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

papa-pede-que-fieis-gastem-menos-com-presentes-e-doem-para-a-ucrania

G1 Mundo

Papa pede que fiéis gastem menos com presentes e doem para a Ucrânia

"É lindo celebrar o Natal, mas vamos baixar o nível de gastos do Natal. Vamos ter um Natal mais humilde, com presentes mais humildes, e enviar o que economizarmos para o povo ucraniano, que precisa", disse ele, estimulando vários salva de palmas na sala de audiências. O papa, que tem feito apelos pela Ucrânia em quase todos os eventos públicos desde que a Rússia invadiu seu vizinho em fevereiro, fez […]

today14 de dezembro de 2022 7

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%