G1 Mundo

Após críticas do Itamaraty e de Lula sobre eleições na Venezuela, embaixada procura Planalto

today29 de março de 2024 6

Fundo
share close

A expectativa é de que o encontro, ainda sem data marcada, seja entre o embaixador e o assessor especial da presidência da República Celso Amorim.

A embaixada da Venezuela ligou para o Palácio do Planalto na quarta-feira (27) para expressar o desejo de reunião. O contato foi noticiado pela coluna de Lauro Jardim, no “Jornal O Globo”, e confirmado pela TV Globo e GloboNews.

“Ela não foi proibida pela Justiça. Me parece que ela se dirigiu até o lugar e tentou usar o computador, o local, e não conseguiu entrar. Então foi uma coisa que causou prejuízo a uma candidata”, disse.



Os venezuelanos afirmaram que o posicionamento brasileiro era intervencionista, “nebuloso e parece ter sido ditado pelo Departamento de Estado dos Estados Unidos”.

“É uma posição para acalmar os ânimos, já que a primeira tentativa, boba, de atacar o Itamaraty e poupar o presidente Lula, caiu por terra ontem”, disse um diplomata à reportagem.

Corina Yoris durante coletiva de imprensa em Caracas, em 22 de março — Foto: REUTERS/Gaby Oraa

As eleições venezuelanas estão marcadas por questionamentos e denúncias de perseguição contra opositores do atual regime. O presidente Nicolás Maduro, que está no poder há 11 anos, tenta mais um mandato.

Após o fim do prazo para inscrição de candidatos, a coalizão Plataforma Unitária Democrática, que reúne dez partidos de oposição, afirmou não ter conseguido registrar o nome de Corina Yoris.

Ela já havia sido escolhida porque a candidata inicial, María Corina Machado, foi inabilitada pela Suprema Corte venezuelana, alinhada a Maduro.

Diante disso, a oposição deve apoiar o nome de Manuel Rosales, que conseguiu se inscrever de última hora no processo eleitoral.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

bombardeio-israelense-na-siria-mata-42-soldados-e-combatentes-do-hezbollah

G1 Mundo

Bombardeio israelense na Síria mata 42 soldados e combatentes do Hezbollah

A organização, que tem sede no Reino Unido e conta com uma ampla rede de fontes na Síria, afirmou que o ataque tinha como alvos "depósitos de mísseis do Hezbollah". O movimento libanês é aliado do regime sírio, do grupo terrorista palestino Hamas e do Irã, todos inimigos de Israel. Este é o maior balanço de mortos no Exército sírio por um ataque israelense desde o início, em outubro, da […]

today29 de março de 2024 9

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%