G1 Mundo

Após queda de drone, EUA falam em retaliação, e Kremlin diz que relações estão ‘no nível mais baixo’

today16 de março de 2023 5

Fundo
share close

A Casa Branca e o Kremlin trocaram ameaças nestra quarta-feira (15), após um drone norte-americano ser derrubado na terça-feira (14) por militares russos. O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, afirmou que, após o episódio, as relações entre os dois países estão em um estado “lamentável” e que desceram ao nível mais baixo.

O drone de vigilância militar dos EUA MQ-9 caiu no Mar Negro depois que um jato russo Su-27 atingiu sua hélice, segundo o Pentágono.

Este é o primeiro incidente militar envolvendo os Estados Unidos desde a invasão russa à Ucrânia, há mais de um ano, e o caso levantou alertas por um conflito entre Moscou e Washington – desde o início da guerra, os dois países trocam ameaças. O Kremlin critica constantemente o envio de armas à Ucrânia por países do Ocidente, principalmente os Estados Unidos.



Em entrevista à rede CNN Internacional, o porta-voz da Casa Branca, John Kirby, avisou à Rússia que as tropas do país devem agora ser mais cuidadosas agora quando enviarem aeronaves ao espaço aéreo internacional perto dos Estados Unidos – o Pentágono alegou que o drone sobrevoava águas internacionais no momento em que foi derrubado.

Mais cedo, o Kremlin deu um recado similar – disse que cabe aos EUA ter mais cuidado em exercícios próximos à Rússia.

John Kirby disse ainda que o drone derrubado pode nunca mais ser recuperado. Ele não informou se haverá trabalho de busca na região.

Conheça o MQ-9 Reaper, drone mais letal dos Estados Unidos

Conheça o MQ-9 Reaper, drone mais letal dos Estados Unidos

Na terça-feira (14), o Departamento de Defesa dos EUA afirmou que dois jatos russos realizaram uma interceptação “imprudente” do drone espião norte-americano, o que resultou na colisão entre o SU-27 e o equipamento. Várias vezes antes da colisão, segundo os americanos, as aeronaves despejaram combustível no drone e voaram na frente dele em manobras inseguras.

“Nossa aeronave MQ-9 estava conduzindo operações de rotina no espaço aéreo internacional quando foi interceptada e atingida por uma aeronave russa, resultando em um acidente e na perda total do MQ-9”, disse James Hecker, general da Força Aérea dos EUA, em comunicado.

Já o Ministério da Defesa da Rússia disse que o drone norte-americano foi detectado perto da fronteira russa e, portanto, os jatos decolaram para averiguar a situação. A TASS, agência de notícias russa, negou o uso de armas aerotransportadas e o contato com o equipamento dos EUA.

“Devido a manobras bruscas, o drone norte-americano entrou em voo descontrolado com perda de altitude e colidiu com a superfície da água”, pontua a agência.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

sob-ameaca-de-ataques-a-igrejas,-viena-envia-tropas-armadas-as-ruas

G1 Mundo

Sob ameaça de ataques a igrejas, Viena envia tropas armadas às ruas

Governo austríaco disse ter recebido uma série de ameaça de atentados em série nesta quarta (15) e enviou um comunicado à população para explicar o aumento significativo de policiais nas ruas. A cidade de Viena, na Áustria, amanheceu nesta quarta-feira (15) com policiamento ostensivo nas ruas por conta de uma ameaça de ataque terrorista. O governo austríaco enviou um comunicado público aos cidadãos da capital do país afirmando que o […]

today16 de março de 2023 12

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%