G1 Mundo

Apresentador britânico que desapareceu em praia grega morreu de causas naturais, aponta laudo

today10 de junho de 2024 8

Fundo
share close

O corpo do apresentador de Mosley, um médico de 67 anos que ficou famoso ao estrelar programas da BBC, foi encontrado no domingo (9), segundo sua família. Ele havia desaparecido após sair para uma caminhada na tarde de quarta-feira (5) na pequena ilha de Simi, no leste do Mar Egeu.

Segundo a BBC, a polícia local afirmou que não há marcas de qualquer ferimento no corpo, que foi encontrado em uma área rochosa da ilha. O laudo inicial da perícia apontou também, ainda de acordo com a rede britânica, que a morte de Mosley ocorreu na própria quarta-feira, perto do horário que ele desapareceu.

O laudo, no entanto, não é definitivo, e uma investigação ainda está em curso, informou a polícia grega.



O médico Michael Mosley, apresentador da BBC, se pôs a investigar o sono por conta da própria insônia — Foto: BBC

O corpo de Michael Mosley foi encontrado no domingo após ser avistado por um barco de equipes de resgate em uma costa rochosa da ilha, segundo a polícia local.

Após ser analisado por um legista, o corpo foi retirado do local em um barco da marinha grega e levado à ilha de Rodes, onde foi oficialmente identificado.

Após a localização do corpo, a esposa do apresentador, Clare Bailey Mosley, confirmou a morte em comunicado divulgado pelo jornal britânico “BBC”. “É devastador ter perdido Michael, meu maravilhoso, engraçado, bondoso e brilhante marido”, disse Clare. (Leia a íntegra abaixo)

Um policial grego disse à “BBC” que a pessoa encontrada estava morta “há alguns dias” –causa, circunstância e tempo da morte ainda serão oficializados por perícia.

O corpo estava próximo à vila de Pedi, a 30 minutos de caminhada, onde Mosley foi visto pela última vez, e tinha um guarda-chuva, um chapéu e um relógio idênticos aos que o apresentador usava na ocasião, segundo o prefeito da ilha, Eleftherios Papakalodoukas.

Papakalodoukas disse à Associated Press que estava no barco com jornalistas e equipes de resgate quando viram um corpo cerca de 20 metros acima da praia de Agia Marina. “Focamos as câmeras e vimos que era ele”, disse Papakalodoukas.

O prefeito disse que o corpo parecia ter caído em uma encosta íngreme até atingir uma cerca e ficar de bruços com algumas pedras em cima. O corpo carregava uma bolsa de couro em uma das mãos, disse Antonis Mystiloglou, cinegrafista da televisão estatal ERT, que também estava na embarcação.

Michael Mosley tinha 67 e é bem conhecido no Reino Unido por suas aparições regulares na televisão e no rádio e sua coluna no veículo britânico “Daily Mirror”. Ele é conhecido no exterior por seu livro de 2013, “The Fast Diet”, que escreveu em coautoria com a jornalista Mimi Spencer.

Ele dirigiu um programa para perder peso rapidamente e fez diversos documentários sobre dieta e exercícios.

Mosley frequentemente levava seu corpo ao extremo para ver os efeitos de suas dietas, e também conviveu com tênias em seu sistema digestivo por seis semanas para um documentário da BBC.

Mosley teve quatro filhos com sua esposa, Clare Bailey Mosley, que também é médica, autora e colunista de Saúde.

Local onde o corpo que acredita-se ser do apresentador britânico Michael Mosley foi encontrado na ilha de Simi, na Grécia, em 9 de junho de 2024. — Foto: Reuters

Veja a íntegra do comunicado divulgado por Clare Mosley no domingo:

“Não sei bem por onde começar com isso. É devastador ter perdido Michael, meu maravilhoso, engraçado, bondoso e brilhante marido. Tivemos uma vida incrivelmente abençoada juntos. Nós nos amávamos muito e éramos tão felizes juntos.

Estou incrivelmente orgulhosa de nossos filhos, da resiliência e do apoio deles nos últimos dias. Minha família e eu fomos enormemente consolados pela demonstração de amor das pessoas ao redor do mundo. É claro que Michael significava muito para muitos de vocês.

Estamos encontrando conforto no fato de que ele quase conseguiu. Ele fez uma escalada incrível, tomou a rota errada e desabou onde não podia ser facilmente visto pela extensa equipe de busca. Michael era um homem aventureiro, é parte do que o tornava tão especial.

Estamos muito gratos às pessoas extraordinárias de Simi que trabalharam incansavelmente para ajudar a encontrá-lo. Algumas dessas pessoas na ilha, que nem sequer tinham ouvido falar de Michael, trabalharam do amanhecer ao anoitecer sem serem solicitadas. Também estamos muito gratos à imprensa que nos tratou com grande respeito.

Sinto-me tão sortuda por ter nossos filhos e meus amigos incríveis. Acima de tudo, sinto-me tão sortuda por ter tido essa vida com Michael. Muito obrigada a todos.”




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

urnas-europeias-impoem-surra-em-macron-e-scholz-e-consagram-ascensao-da-extrema-direita-de-meloni-e-le-pen

G1 Mundo

Urnas europeias impõem surra em Macron e Scholz e consagram ascensão da extrema direita de Meloni e Le Pen

Extrema-direita avança nas eleições europeias Caso o Reagrupamento Nacional, de Marine Le Pen, confirme uma nova vitória interna e ganhe mais espaço na Assembleia Nacional francesa, Macron terá de enfrentar uma coabitação indesejável com um primeiro-ministro de extrema direita — possivelmente o líder do partido, Jordan Bardella, de 28 anos, o cabeça de lista do RN. A médio prazo, até as eleições de 2027, isso teria um efeito paralisador no […]

today10 de junho de 2024 7

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%