G1 Mundo

Argentina deve atingir em dezembro inflação mensal mais alta desde 1990

today9 de janeiro de 2024 6

Fundo
share close

O resultado considera a mediana das previsões de 20 analistas locais e estrangeiros. Já os dados oficiais de inflação no país serão divulgados na próxima quinta-feira (11) pelo Instituto Nacional de Estatística e Censos da Argentina (Indec).

A previsão de forte alta no índice de preços vem em meio ao cenário desafiador que o país enfrenta, com uma inflação anual que deve chegar a 200%, uma das mais altas do mundo.

A disparada inflacionária tem relação com as medidas anunciadas em dezembro pelo novo presidente do país, Javier Milei (veja mais abaixo). Entre elas, está a forte desvalorização do peso, que potencializou justamente o aumento dos preços.



O presidente ultraliberal — que assumiu o cargo no mês passado em meio à repulsa dos eleitores em relação à classe política — promoveu uma desvalorização de mais de 50% da moeda argentina, considerada debilitada e artificialmente forte.

Isso desencadeou uma onda de inflação reprimida, com o forte ajuste de preços de alimentos, vestuário e transporte, até então represados.

Um dos objetivos da medida de Milei é reduzir a diferença entre a taxa de câmbio oficial e as taxas paralelas amplamente utilizadas no país.

“A aceleração [da inflação] foi claramente impulsionada pela acomodação dos preços que foi artificialmente atrasada”, explicou à Reuters o economista-chefe da Fundación Libertad y Progreso, Eugenio Mari.

“O principal fator foi a taxa de câmbio no atacado. Isso elevou os preços dos bens comercializáveis, especialmente em alimentos e bebidas, que aumentaram cerca de 35% ao mês.”

As projeções dos analistas ouvidos pela Reuters variam de 16,9% a um pico de 31,5% para o mês.

O próprio presidente Javier Milei reconheceu que a inflação provavelmente ficará em torno de 30% em dezembro — e que o resultado poderia ser pior.

A inflação galopante tem aumentado nos últimos anos na Argentina devido a fatores como os profundos déficits fiscais, a baixa confiança no peso e a impressão de dinheiro para financiar o governo. O resultado é a pior crise econômica do país em duas décadas.

Novas medidas econômicas anunciadas por Milei geram polêmicas

Novas medidas econômicas anunciadas por Milei geram polêmicas

Entre outros pontos, o decreto desregulamentou o serviço de internet via satélite e a medicina privada, flexibilizou o mercado de trabalho e revogou uma série de leis nacionais.

As mudanças incluem também a conversão de diversas empresas estatais em sociedades anônimas, facilitando o processo de privatização dessas instituições.

Um dia antes, o Judiciário já tinha suspendido a reforma com uma primeira medida cautelar. As duas decisões foram tomadas pelos mesmos juízes, mas elas se originaram de ações distintas, cada uma protocolada por uma central sindical diferente.

A decisão mais recente determina que é preciso dar uma ordem liminar até que haja uma decisão definitiva do caso porque há um grande risco de conflito social e a possibilidade de violência.

Entre as medidas anunciadas por Milei, estão:

  • Revogação da Lei do Aluguel.
  • Revogação da Lei de Abastecimento.
  • Revogação da Lei das Gôndolas.
  • Revogação da Lei Nacional de Compras.
  • Revogação do Observatório de Preços do Ministério da Economia.
  • Revogação da Lei de Promoção Industrial.
  • Revogação da Lei de Promoção Comercial.
  • Revogação da regulamentação que impede a privatização de empresas públicas.
  • Revogação do regime das empresas estatais.
  • Transformação de todas as empresas do Estado em sociedades anônimas para sua subsequente privatização.
  • Modernização do regime de trabalho para facilitar o processo de geração de emprego.
  • Reforma do Código Aduaneiro para facilitar o comércio internacional.
  • Revogação da Lei de Terras.
  • Modificação da Lei de Combate ao Fogo.
  • Revogação das obrigações das usinas de açúcar quanto à produção.
  • Liberação do regime jurídico aplicável ao setor vitivinícola.
  • Revogação do sistema nacional de comércio mineiro e do Banco de Informação Mineiro.
  • Autorização para transferência do pacote total ou parcial de ações da companhias aéreas argentinas.
  • Implementação da política de céu aberto.
  • Modificação do Código Civil e Comercial para reforçar o princípio da liberdade contratual entre as partes.
  • Modificação do Código Civil e Comercial para garantir que as obrigações contratuais em moeda estrangeira sejam pagas na moeda acordada.
  • Modificação do marco regulatório de medicamentos pré-pagos e obras sociais.
  • Eliminação de restrições de preços na indústria pré-paga.
  • Incorporação de empresas de medicamentos pré-pagos ao regime de obras sociais.
  • Estabelecimento das prescrições médicas eletrônicas.
  • Modificações ao regime das empresas farmacêuticas para promover concorrência e reduzir custos.
  • Modificação da Lei das Sociedades por Ações para que os clubes de futebol possam se tornar corporações.
  • Desregulamentação dos serviços de Internet via satélite.
  • Desregulamentação do setor de turismo.
  • Incorporação de ferramentas digitais para procedimentos de registro automotivo.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

video:-homens-armados-invadem-estudio-de-tv-no-equador;-pais-vive-caos-apos-criminoso-fugir-de-prisao-e-presidente-decretar-estado-de-excecao

G1 Mundo

VÍDEO: homens armados invadem estúdio de TV no Equador; país vive caos após criminoso fugir de prisão e presidente decretar estado de exceção

Depois de cerca de duas horas, a Polícia Nacional do Equador afirmou em na rede social X (Twitter) que controlou a situação, capturou 13 pessoas que invadiram os estúdios (veja fotos mais abaixo) e "estabeleceu a ordem". O Equador vive uma crise de segurança que começou com motins em prisões. Houve fuga de criminosos, ataques a delegacias e sequestro de policiais. Depois da invasão do estúdio de TV, o presidente […]

today9 de janeiro de 2024 3

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%