G1 Mundo

Argentina tem 2º superávit mensal após corte de gastos, mas sofre com pobreza e inflação

today16 de março de 2024 12

Fundo
share close

Na tentativa de controlar a inflação elevada, o presidente ultraliberal Javier Milei implementou medidas de austeridade, incluindo cortes dolorosos nos gastos do Estado, reduzindo subsídios e podando o setor público.

Caputo, da Economia, acrescentou que os dois primeiros meses de 2024 registraram um superávit fiscal de 3,24 trilhões de pesos, representando 0,5% do produto interno bruto (PIB).

O superávit fiscal financeiro — que inclui pagamento líquido de juros sobre a dívida pública — foi de 338,1 bilhões de pesos no mês e, cumulativamente, 856,5 bilhões de pesos nos dois primeiros meses do ano.



Ao mesmo tempo, o país sofre com a pobreza e uma inflação altíssima. (Leia mais abaixo)

O governo registrou “dois meses consecutivos de superávit financeiro pela primeira vez desde o início de 2011, acumulando um superávit após os juros de quase 0,2% do PIB nos dois primeiros meses de 2024”, informou o ministério em um comunicado.

O governo Milei tem como meta um déficit fiscal financeiro “zero” este ano, parte das metas econômicas acordadas com o Fundo Monetário Internacional, com o qual o país tem em andamento um programa de empréstimo de 44 bilhões de dólares.

Senado da Argentina rejeita pacote de medidas de Milei

Senado da Argentina rejeita pacote de medidas de Milei

Os novos dados do índice de preços também consolidam a posição da Argentina como o país com a pior inflação do mundo. O cenário tem prejudicado o poder de compra e aumentado a pobreza — que alcança 45% da população, segundo dados oficiais.

Um estudo, inicialmente publicado pelo jornal Ámbito Financiero, projeta números ainda maiores: 57,4% dos argentinos vivendo abaixo da linha de pobreza, mais de 26 milhões de pessoas.

* Com informações da Reuters e da agência France Presse




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

diretor-da-oms-apela-para-israel-desistir-de-ofensiva-em-rafah-e-ve-risco-de-mais-‘mortes-e-sofrimento’

G1 Mundo

Diretor da OMS apela para Israel desistir de ofensiva em Rafah e vê risco de mais ‘mortes e sofrimento’

O diretor da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, fez um apelo neste sábado (16) para que Israel desista de invadir a cidade de Rafah, no sul da Faixa de Gaza, onde vivem cerca de 1,5 milhão de palestinos. Estou seriamente preocupado com relatos de um plano israelense para prosseguir com um ataque terrestre a Rafah. Uma nova escalada da violência nesta área densamente povoada levaria a muito […]

today16 de março de 2024 8

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%