G1 Mundo

As imagens de satélite que revelam preparo da Rússia antes de esperado ataque da Ucrânia

today22 de maio de 2023 7

Fundo
share close

Após meses de impasse, o esperado ataque será provavelmente um teste crucial para a Ucrânia, que busca provar que é capaz de obter ganhos significativos no campo de batalha com as armas que recebeu do Ocidente.

Ao analisar centenas de imagens de satélite, a BBC identificou alguns pontos-chave na construção significativa de trincheiras e outras fortificações no sul da Ucrânia desde outubro.

Estes quatro locais oferecem uma perspectiva do que a Rússia espera da contra-ofensiva — e que aparatos de defesa as forças ucranianas podem encontrar.



1. Costa oeste da Crimeia

Anexada pela Rússia em 2014, a Crimeia era anteriormente conhecida por seus resorts de praia.

Agora, em vez de espreguiçadeiras e guarda-sóis, o litoral que se estende por 25 quilômetros está repleto de estruturas de defesa instaladas pelas tropas russas.

A imagem abaixo mostra a única praia de areia na costa oeste sem defesas naturais, como falésias ou colinas.

Imagem mostra defesas russas na costa oeste da Crimeia — Foto: BBC

Em primeiro lugar, há “dentes de dragão” ao longo da costa: blocos de concreto em forma de pirâmide, projetados para impedir a passagem de tanques e outros veículos militares.

Atrás deles, há uma linha de trincheiras, fornecendo cobertura contra ataques. Vários bunkers também podem ser observados ao longo das trincheiras.

Pilhas de madeira, máquinas de escavação e depósitos de “dentes de dragão” ao longo da costa sugerem que o trabalho de construção ainda estava em andamento quando a imagem foi capturada em março.

Alguns especialistas militares sugerem que estas defesas provavelmente são uma precaução, e não um sinal de que a Rússia espera se defender de um ataque marítimo, já que a Ucrânia tem pouca capacidade naval.

“As fortificações provavelmente estão lá para impedir qualquer operação ucraniana ousada de atacar a Crimeia por mar, e não por terra”, afirma a analista de inteligência Layla Guest.

A fortificação da praia é apenas um exemplo de uma vasta rede de trincheiras, conforme mostram os pontos pretos no mapa abaixo, com base no trabalho do analista de código aberto Brady Africk.

Mapa mostra fortificações russas na Ucrânia — Foto: BBC

A BBC Verify conseguiu identificar outros locais chave com fortificações, localizando trincheiras individuais a partir de vídeos nas redes sociais.

Uma vez descoberta a localização exata, foi possível rastrear toda uma rede de trincheiras usando imagens de satélite.

A pequena cidade de Tokmak fica em uma rota importante no sudeste do país, que as forças ucranianas podem querer usar para isolar a Crimeia de outros territórios controlados pela Rússia.

Há relatos de que civis ucranianos foram retirados de lá para transformar a cidade em uma fortaleza militar. Isso proporcionaria aos soldados acesso a suprimentos e uma base para a qual recuar.

Imagem mostra Tokmak e linhas de defesa russa — Foto: BBC

A imagem de satélite acima mostra que uma rede de trincheiras em duas linhas foi cavada ao norte de Tokmak — a direção de onde a Ucrânia teria que atacar.

Atrás dessas trincheiras, há mais um anel de fortificações ao redor da cidade, com três camadas de defesa que podem ser observadas claramente neste close de imagem de satélite.

Imagem mostra posição das fortificações russas — Foto: BBC

A parte superior da imagem de satélite mostra um fosso antitanque. Eles geralmente têm pelo menos 2,5 m de profundidade e são construídos para capturar qualquer tanque inimigo que tente cruzá-los.

Atrás do fosso, estão várias fileiras de “dentes de dragão” e outra rede de trincheiras.

Imagens mostram as defesas que a Rússia está construindo — Foto: BBC

Mas as forças ucranianas vão enfrentar provavelmente mais armadilhas.

É muito provável que minas também tenham sido escondidas entre as três linhas de defesa de Tokmak, diz Mark Cancian, do Centro de Estudos Estratégicos e Internacionais.

“Campos minados são uma parte padrão de toda defesa, e os russos os usaram exaustivamente ao longo da guerra.”

“Aqui (os campos minados) serão grandes e melhor escondidos, retardando os ataques ucranianos para que outros elementos de combate, como artilharia e infantaria, possam atacar”, avalia.

A BBC Verify também identificou que três outras cidades perto de Tokmak foram fortificadas de forma semelhante.

Uma linha de fossos antitanque e trincheiras agora se estende ao longo de um trecho de 35 km da rodovia E105, a oeste de Tokmak.

Imagem mostra defesas ao longo da rodovia E105 — Foto: BBC

A E105 é estrategicamente importante, conectando Melitopol, controlada pela Rússia, no sul, com a cidade de Kharkiv, controlada pela Ucrânia, no norte. O lado que a controla pode deslocar facilmente as tropas pela região.

Se as forças ucranianas tentarem usar esta estrada, a Rússia provavelmente a atacará com artilharia pesada por trás de suas defesas. A posição da Rússia também está ao alcance de outra rodovia próxima, a T401, que também pode ser alvo.

“Os russos estão preocupados com as unidades blindadas ucranianas recém-construídas. Se essas unidades conseguirem entrar em uma rodovia principal, elas podem se mover muito rápido”, afirma Cancian.

“As defesas russas querem empurrá-las para fora das estradas e, assim, retardá-las.”

4. Rivnopil, norte de Mariupol

O porto de Mariupol tem uma posição estratégica entre os territórios ocupados pela Rússia no leste e a Crimeia no sul. Também se tornou um símbolo de resistência à invasão quando um núcleo duro de combatentes resistiu por meses enquanto a cidade estava cercada.

Dado que a Rússia espera que a Ucrânia tente retomá-la, a BBC Verify decidiu analisar o território ao redor da cidade — o que levou à descoberta de uma série de trincheiras circulares.

Localizadas perto do pequeno vilarejo de Rivnopil, a cerca de 55 km ao norte de Mariupol, cada trincheira circular tem um monte de terra no meio, possivelmente para proteger a artilharia ou para dar estabilidade às armas.

Imagem mostra posições de disparo e trincheiras perto de Mariupol — Foto: BBC

Enquanto isso, as trincheiras circulares permitem que os soldados tenham cobertura e movam a artilharia para poder mirar em qualquer direção.

Isso mostra que a Rússia está se preparando para defender áreas descobertas (sem proteção natural de colinas e rios) junto a sua rede de trincheiras mais ampla.

Mas alguns analistas observam que as forças ucranianas podem usar imagens de satélite semelhantes e drones de vigilância para identificar e contornar muitas dessas defesas.

“Os russos provavelmente vão tentar canalizar as forças ucranianas para certas rotas que são fortemente minadas e um pré-alvo da artilharia russa”, diz Alexander Lord, da empresa de consultoria estratégica Sibylline Ltd.

As imagens de satélite mostram defesas óbvias — mas tudo isso pode fazer parte do plano da Rússia.

* Reportagem adicional de Tom Spencer.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

apesar-da-vitoria,-premie-grego-nao-alcanca-maioria-e-diz-que-deve-convocar-novas-eleicoes

G1 Mundo

Apesar da vitória, premiê grego não alcança maioria e diz que deve convocar novas eleições

O partido do primeiro-ministro da Grécia, Kyriakos Mitsotakis, não formou maioria na disputa eleitoral deste domingo (21). Apesar da vitória e da vantagem maior do que as pesquisas previam, o partido Nova Democracia não alcançou uma coalizão. Mitsotakis disse nesta segunda-feira que deve pedir por novas eleições, em busca de conquistar mais de 50% do parlamento. Como nenhum partido obteve a maioria absoluta na primeira rodada de eleições, o presidente […]

today22 de maio de 2023 4

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%