G1 Mundo

Assim como Brasil, Argentina enfrenta explosão de casos de dengue

today22 de fevereiro de 2024 4

Fundo
share close

Segundo boletim epidemiológico do Ministério da Saúde argentino liberado no último domingo (18), foram diagnosticados mais de 48 mil casos de dengue no país entre julho de 2023 e o início de fevereiro, incluindo 35 mortes pela doença até o momento.

Esses números representam um grande aumento em relação ao mesmo período entre 2022 e 2023, quando as notificações de casos não chegaram nem a mil.

“Estamos diante de um surto epidêmico significativo. A dengue está circulando de forma intensa”, dizem especialistas argentinos.



Apenas na última semana, foram registrados no país quase 9 mil novos casos, segundo o Ministério da Saúde argentino. O crescimento dos números preocupa os especialistas, que afirmam que o país provavelmente está à beira de um surto da doença.

“É muito provável que, se a situação climática se mantiver, entre abril e maio tenhamos um pico semelhante ou até maior ao do ano passado. Temos que esperar para ver o que acontece com o regime de chuvas, que também influencia”, disse o Dr. Pablo Eduardo Bonvehí, chefe de Infectologia do CEMIC e ex-presidente da Sociedade Argentina de Infectologia, à imprensa local.

Casos de dengue aumentaram tanto no Brasil quanto na Argentina nos últimos meses. — Foto: Assessoria

Uma das 35 mortes registradas ocorreu em Buenos Aires. Segundo especialistas, a doença está chegando na parte urbanizada da cidade e pode trazer mais casos nas próximas semanas.

“Estamos diante de um surto epidêmico significativo: está circulando de forma intensa”, afirma à mídia argentina o infectologista Eduardo López, ex-presidente e fundador da Sociedade Argentina de Infectologia Pediátrica.

A Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) emitiu um alerta epidemiológico na sexta-feira (16) por um aumento geral da dengue na região das Américas.

Os dados do ministério mostram que as semanas epidemiológicas 4 (21 a 27 de janeiro), 5 (28 de janeiro a 3 de fevereiro) e 6 (4 a 10 de fevereiro) registraram mais de 130 mil casos de dengue. No pico de 2023, foram observados 111.840 casos prováveis.

O boletim também apresenta as regiões com maior incidência de dengue no país. Segundo os dados, o Centro-Oeste é a região que lidera o ranking, seguido pelo Sudeste.

Entre os estados do Centro-Oeste, o Distrito Federal é o que contabiliza o maior número de casos prováveis, com 80.979 registros. O segundo lugar é ocupado por Goiás, com 42.407 casos.

Já no Sudeste, Minas Gerais é o estado que lidera o número de casos prováveis, com mais de 230 mil casos. O valor é mais do que o dobro registrado por São Paulo, segundo estado da região em quantidade de casos.

Dengue: veja o que é a doença e quais são os seus sintomas — Foto: Arte g1/Dhara Assis




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

caso-daniel-alves:-jogador-pode-ter-direito-a-sair-da-prisao-em-abril-de-2025

G1 Mundo

Caso Daniel Alves: jogador pode ter direito a sair da prisão em abril de 2025

Alves foi sentenciado nesta quinta-feira (22) a a 4 anos e 6 meses de prisão por estupro. A sentença foi anunciada pelo tribunal de Barcelona e diz que foi comprovado que o brasileiro agrediu e abusou da mulher no banheiro da boate Sutton, em 2022. Pela lei espanhola, condenados a menos de cinco anos podem pedir a progressão para o regime de "semiliberdade", no qual saem da prisão pela manhã […]

today22 de fevereiro de 2024 8

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%