G1 Mundo

Ataque com drone a Beirute mata um dos chefes do Hamas; Líbano acusa Israel

today2 de janeiro de 2024 9

Fundo
share close

Um ataque de Israel com drones atingiu nesta terça-feira (2) o subúrbio de Beirute, a capital do Líbano, e matou Saleh al-Arouri, um dos chefes do Hamas, segundo o governo libanês.

O Hamas confirmou a morte de Al-Arouri, um dos fundadores das brigadas Al-Qassam, o braço armado do grupo terrorista e com forte atuação na Faixa de Gaza.

Fontes militares ouvidas pela agência de notícias Reuters afirmaram se tratar de um ataque de Israel. O governo israelense não havia se manifestado sobre o suposto ataque até a última atualização desta reportagem.



O primeiro-ministro do Líbano, Najib Mikati, também acusou Israel e disse que o suposto ataque aumenta as tensões dos conflitos no Líbano, até agora concentrados no sul do país, perto da fronteira com Israel.

“Este novo crime israelense busca arrastar o Líbano para uma nova fase de confronto” com Israel, criticou o líder libanês em um comunicado. Os enfrentamentos entre o Exército israelense e o Hezbollah libanês, um aliado do Hamas, limitam-se, até o momento, às regiões de fronteira no sul do Líbano.

O governo libanês disse ainda que levará o caso ao Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU).

Segundo a imprensa estatal libanesa, outras cinco pessoas morreram na explosão, que ocorreu em Danyeh, um subúrbio predominantemente habitado por muçulmanos xiitas que fica entre o centro de Beirute e o aeroporto internacional da capital do Líbano.

Edifício atingido por ataque com drones em Daniyeh, subúrbio de Beirute, no Líbano, em 2 de janeiro de 2024. — Foto: Mohamed Azakir/ Reuters

“Um drone israelense teve como alvo um escritório do Hamas em Al-Musharrafiya, perto de Al-Sharq Sweets, afirmou a Agência Nacional de Notícias do Líbano (NNA).




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

supremo-tribunal-de-justica-abriu-mais-uma-frente-nas-guerras-do-desgastado-netanyahu

G1 Mundo

Supremo Tribunal de Justiça abriu mais uma frente nas guerras do desgastado Netanyahu

Numa severa derrota para o premiê, a mais alta corte do país derrubou, pela primeira vez em sua História, uma de suas Leis Básicas, que em Israel fazem o papel da Constituição. O parecer remove a lei aprovada em julho pela coalizão de extrema direita comandada por Netanyahu, que retirou do Supremo Tribunal o poder de bloquear as decisões que os juízes considerem irracionais. Trata-se de um importante capítulo da […]

today2 de janeiro de 2024 11

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%