Gospel Prime

Ataques extremistas muçulmanos devastam igrejas na Nigéria

today31 de janeiro de 2024 2

Fundo
share close

Na região central da Nigéria, uma série de ataques por extremistas muçulmanos resultou em dezenas de mortes e no fechamento de 10 igrejas batistas. Umas das igrejas fechadas agora é usada como mesquita, segundo relatos de líderes denominacionais.

Desse modo, os ataques no condado de Mangu, no estado de Plateau, perpetrados por pastores Fulani e outros terroristas, incluíram um ataque a uma vila que resultou na morte de 24 cristãos, de acordo com o presidente da Conferência Batista de Plateau, Koeleh Kelvin Saleh. Os ataques expulsaram 500 membros de igrejas de 10 vilarejos e levaram ao fechamento de uma igreja batista em cada comunidade.

“Um dos locais de culto nas comunidades cristãs afetadas foi convertido em uma mesquita pelos pastores muçulmanos Fulani que assumiram o controle de três comunidades”, relatou o pastor.

Além disso, um ataque em 16 de maio na vila de Kantoma resultou no massacre de 24 membros da Igreja Batista Bethel, incluindo o Pastor Mangmwos Tangshak Daniel, enquanto nove membros de uma igreja batista na vila de Jwak Maitumbi foram mortos. Com medo de ameaças adicionais à segurança ao enterrar tantos corpos mutilados, líderes da igreja organizaram um enterro em massa em uma área vizinha.

“O triste é que não tínhamos um lugar para enterrar os corpos de nossos membros da igreja mortos no ataque em Kantoma. Então, os corpos foram jogados em uma mina. Uma compreensão foi estabelecida com a comunidade de Mararaban Kantoma, que é de outra área do governo local, para enterrar esses corpos lá”, explicou o Pastor Saleh.



Ataque contra cristãos

Segundo Evangelical Focus, a situação se agravou quando os pastores Fulani atiraram contra os cristãos durante o enterro, mas a presença da polícia ajudou a conter os ataques. Saleh afirma que a igreja foi destruída, e não há uma única casa de pé em Kantoma, todas as casas dos cristãos foram destruídas. Os pastores Fulani também saquearam janelas e portas das residências destruídas.

“A situação em Kantoma é horrível. Os cristãos que sobreviveram aos ataques não têm para onde voltar. A atual onda de ataques no estado de Plateau tem afetado imensamente a Igreja Batista”, acrescentou o Pastor Saleh.

Por fim, a crise humanitária resultante dos ataques está desafiando os esforços para atender às necessidades dos membros da igreja deslocados. A denominação realizou coletas de fundos de emergência nas igrejas para os deslocados. Agora, eles esperam retornar às suas comunidades e reconstruir suas casas, mas isso depende da restauração de um ambiente seguro pelo governo.




Todos os créditos desta notícia pertecem a Gospel Prime.

Por: Redacao

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

sensor-de-fumaca,-cameras-escondidas:-contra-onda-de-vape,-escolas-dos-eua-usam-tecnologia-vigilancia-para-castigar-alunos

G1 Mundo

Sensor de fumaça, câmeras escondidas: contra onda de vape, escolas dos EUA usam tecnologia vigilância para castigar alunos

De uma hora para outra, seu trajetória no ensino médio— que incluía ser presidente do Conselho Estudantil, capitã da equipe de debates e ter bolsa de estudo — estavam em risco. Ao ser pega, Iglesias foi enviada para uma escola alternativa por 30 dias, onde os alunos fazem os cursos regulares, mas não frequentam as aulas. E foi informada de que poderia enfrentar acusações criminais. Assim como milhares de outros […]

today31 de janeiro de 2024 7

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%