G1 Mundo

Aumenta o número de imigrantes afegãos abrigados no Aeroporto Internacional de Guarulhos

today12 de outubro de 2023 3

Fundo
share close

Aumentou o número de refugiados afegãos acampados no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos. Dados desta quinta-feira (12) apontam que são 136 pessoas acampadas no terminal . Desse total, 26 são crianças.

Eles estão acampados em um saguão do maior aeroporto da América do Sul. Famílias inteiras que trocaram o Afeganistão pelo Brasil atraídas pela oportunidade de reconstruir a vida no Brasil.

No final de agosto, a prefeitura de Guarulhos informou que aguardava que o pedido para o município ser reconhecido como “cidade fronteira do Brasil” fosse analisado pelo governo federal devido à chegada frequente dos imigrantes.



A expectativa é de que, sendo reconhecida como cidade fronteira, Guarulhos passe a ter acesso a verbas e a recursos que são característicos de políticas públicas de lugares que recebem e acolhem refugiados, como cidades que fazem fronteira com países que estão em guerra.

“A intenção é reforçar a solicitação de reconhecimento da cidade como fronteira do Brasil e maior apoio financeiro para alimentação daqueles que permanecem no aeroporto aguardando acolhimento”, disse a prefeitura na ocasião.

Quando começou o acampamento

VÍDEO de outubro de 2022: afegãos acampados em saguão do Aeroporto de Guarulhos

VÍDEO de outubro de 2022: afegãos acampados em saguão do Aeroporto de Guarulhos

Sem abrigos, os afegãos passaram a ficar acampados pelos corredores do Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos. Em fevereiro deste ano, o número de famílias no local chegou a zerar mas voltou a encher nos meses seguintes.

A prefeitura de Guarulhos informou que acompanha a situação dos afegãos acampados e que não é possível prever o número de refugiados que ainda podem desembarcar no terminal ao longo do ano.

Em agosto, o Ministério da Justiça e Segurança Pública informou ao g1 que o acolhimento dos afegãos está sendo realizado na medida em que novas vagas, oferecidas por instituições públicas e privadas, surgem.

O Brasil passou a ser um dos principais destinos para os cidadãos do Afeganistão após o governo brasileiro publicar uma portaria em setembro de 2021 estabelecendo a concessão de visto temporário.

Afegãos acampados no Aeroporto de Guarulhos em 14 de agosto — Foto: Arquivo Pessoal

A política de acolhida humanitária permanece em vigor. Até 14 de junho de 2023, o governo brasileiro autorizou a concessão de 11.576 vistos de acolhida humanitária em favor de afegãos.

Em 2022, o Alto-Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur) atendeu 1.035 afegãos. A maioria era composta por homens entre 18 e 59 anos (490) e mulheres na mesma faixa etária (248). Dessas 738 pessoas, 50,4% possuem formação universitária e 6,5% são pós-graduadas.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

guaruja,-sp,-abre-inscricoes-para-guarda-vidas-temporarios

G1 Santos

Guarujá, SP, abre inscrições para guarda-vidas temporários

A Prefeitura de Guarujá, no litoral de São Paulo, anunciou a abertura das inscrições para o processo seletivo que visa a contratação de 50 guarda-vidas temporários. O efetivo vai reforçar a segurança de banhistas na temporada de verão. O trabalho terá carga horária de 44h semanais, com o salário de R$ 2.579,50. Os interessados podem se inscrever gratuitamente até a próxima terça-feira (17). Segundo o município, os interessados devem ser […]

today12 de outubro de 2023 8

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%