G1 Mundo

Autoridades internacionais alertam para aumento do antissemitismo após ataque terrorista do Hamas a Israel

today8 de novembro de 2023 5

Fundo
share close

Escolas estão fechadas e encontros religiosos só podem acontecer sob proteção de guardas armados, diz texto assinado por representantes de 23 países e de organizações como a ONU.




Autoridades internacionais fazem alerta contra aumento do antissemitismo

Autoridades internacionais fazem alerta contra aumento do antissemitismo

Escolas judaicas estão fechadas por não poder garantir segurança aos alunos e encontros religiosos só podem acontecer sob proteção de guardas armados, diz o texto assinado por representantes de 22 países e de organizações internacionais como a Organização dos Estados Americanos (OEA).

A lista inclui embaixadores e ministros de países como os Estados Unidos, Alemanha, Argentina, Reino Unido, França, Espanha e Itália.

Também assinam David Fernandez Puyana, embaixador e delegado da Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação a Ciência) e Katharina Von Schnurbein, coordenadora da Comissão Europeia para combate ao antissemitismo.

Ataques a sinagogas e judeus

O texto ainda afirma que sinagogas e outros locais judaicos foram atacados no período e que o antissemitismo na internet teve um aumento sem precedentes.

“Em algumas cidades, os judeus estão a ser assediados e abordados nas ruas. Cartazes dos reféns cativos são desfigurados e rasgados”.

“A história nos ensinou que em momentos como este devemos falar e não podemos ser indiferentes”, completam as autoridades no comunicado.

  • proteção às comunidades judaicas e fiscalização de atos antissemitas em universidades;
  • apoio de federações esportivas, outras comunidades religiosas e do setor cultural para o combate ao antissemitismo;
  • atuação das redes sociais para frear o discurso de ódio e a desinformação antissemitas plataformas virtuais.

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!

http://g1.globo.com/

http://g1.globo.com/




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

lider-do-hamas-se-recusa-a-admitir-matanca-de-civis-em-israel

G1 Mundo

Líder do Hamas se recusa a admitir matança de civis em Israel

Marzouk alegou que apenas soldados e recrutas eram alvo e que “mulheres, crianças e civis estiveram isentos” dos ataques do Hamas. As afirmações do líder do Hamas contrastam fortemente com a riqueza de provas em vídeo que mostram homens do Hamas disparando contra crianças e adultos desarmados. Israel afirma que mais de 1,4 mil pessoas foram mortas pelo Hamas nos ataques de 7 de outubro, a maioria delas civis. Marzouk, […]

today8 de novembro de 2023 7

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%