G1 Mundo

Autoridades israelenses e palestinas se comprometem a evitar novos atos de violência

today26 de fevereiro de 2023 10

Fundo
share close

“Após discussões profundas e francas”, os participantes da reunião, que aconteceu na cidade de Aqaba, “reafirmaram a necessidade de comprometer-se com uma distensão e evitar novos atos de violência”.

O encontro teve as presenças de autoridades jordanianas, egípcias, israelenses, palestinas e americanas, informa o comunicado de oito tópicos.

Entre os participantes estavam o diretor dos serviços de inteligência palestinos, Majed Faraj, o diretor do serviço de inteligência interno israelense (Shin Beth), Ronen Bar, e o coordenador do Conselho Nacional de Segurança dos Estados Unidos para o Oriente Médio, Brett McGurk.



O encontro, que durou várias horas, tinha como objetivo restabelecer a calma nos territórios palestinos após dias de atos de violência, informou a televisão estatal da Jordânia.

Esta foi a primeira reunião do tipo em muitos anos, de acordo com a emissora.

Ao final das discussões, o governo de Israel e a Autoridade Nacional Palestina “confirmaram a vontade e o compromisso conjunto” de acabar com as medidas unilaterais durante um período de três a seis meses.

O acordo inclui um compromisso da parte de Israel de interromper o debate sobre a criação de novos assentamentos durante quatro meses e de não legalizar assentamentos “selvagens” por seis meses, de acordo com o texto.

Durante a reunião, dois israelenses morreram em um “atentado” palestino no norte da Cisjordânia, um território palestino ocupado por Israel desde 1967, segundo um comunicado divulgado pelo primeiro-ministro Benjamin Netanyahu.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

fornecimento-de-armas-da-china-a-russia-teria-custos-reais-ao-pais-liderado-por-xi-jinping,-diz-porta-voz-dos-eua

G1 Mundo

Fornecimento de armas da China à Rússia teria custos reais ao país liderado por Xi Jinping, diz porta-voz dos EUA

Estados Unidos afirmam que China não forneceu essa "ajuda letal" à Rússia, mas que a possibilidade ainda existe. A China não se moveu para fornecer ajuda letal à Rússia na invasão da Ucrânia e os Estados Unidos deixaram claro, a portas fechadas, que se tal movimento ocorresse, teria sérias consequências, disse o conselheiro de segurança nacional da Casa Branca, Jake Sullivan, neste domingo (26). "Pequim terá que tomar suas próprias […]

today26 de fevereiro de 2023 11

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%