G1 Mundo

Barco afunda no Canal da Mancha, e quatro morrem

today14 de dezembro de 2022 9

Fundo
share close

Um pequeno barco que transportava migrantes afundou nesta quarta-feira (14) nas águas quase congeladas do Canal da Mancha, que divide a Inglaterra e a França, e quatro pessoas que estavam a bordo morreram por hipotermia.

Autoridades inglesas e francesas, que participam dos trabalhos de resgate, ainda não informaram a identidade dos mortos. Fontes policiais disseram à imprensa britânica que dezenas seguem desaparecidos.

Segundo a polícia, 47 pessoas estavam na embarcação, que tentavam cruzar o Canal da Mancha, uma rota comum entre migrantes que entram na Europa e querem chegar ao Reino Unido (leia mais abaixo). O barco virou na costa oeste da Inglaterra.



“Estamos cientes de um incidente nas águas do Reino Unido e todas as agências relevantes estão apoiando uma resposta coordenada”, disse um porta-voz do governo. “Mais detalhes serão fornecidos no devido tempo.”

Neste caso, autoridades buscam por desparecidos em águas quase congeladas – a embarcação cruzou o Canal da Mancha em uma semana em que as temperaturas despencaram na região. Na cidade mais próxima ao acidente, no sudoeste da Inglaterra, a temperatura nesta manhã era de 2ºC.

Migrantes caminham em praia francesa após serem resgatados pela Marinha da França, em 29 de novembro de 2022. — Foto: Pascal Rossignol/ Reuters

O novo acidente ocorre também um dia depois de o primeiro-ministro britânico, Rishi Sunak – filho de imigrantes -, revelar planos para endurecer as leis para impedir que pequenos barcos cruzem o Canal da Mancha, incluindo legislação para proibir que migrantes vindos dessa travessia permaneçam no país.

Pela Legislação atual, um migrante que chegue no Reino Unido de forma ilegal é levado a centros de acolhimento enquanto autoridades locais avaliam se a pessoa tem direito a receber um visto de refugiado, no caso de estar comprovadamente fugindo de um país em guerra ou perseguição por questões étnicas, religiosas, de etnia ou orientação sexual.

O número de pessoas que cruzam o Canal da Mancha aumentou consideravelmente este ano — Foto: GETTY IMAGES

A travessia de migrantes em pequenas embarcações e até botes infláveis pelo Canal da Mancha se tornou uma rota mais recorrente este ano. No total, segundo a OIM, mais de 40.000 pessoas fizeram a perigosa travessia – sujeita a ventos fortes e mar agitado -, um número recorde.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

ucrania-afirma-que-interceptou-13-drones-de-ataques-contra-kiev

G1 Mundo

Ucrânia afirma que interceptou 13 drones de ataques contra Kiev

Segundo o presidente ucraniano, Volodimir Zelensky, drones são de fabricação iraniana. Centro empresarial em Kiev, na Ucrânia; foto tirada em 10 de outubro de 2022 — Foto: Vladyslav Musiienko/Reuters O presidente Volodimir Zelensky afirmou nesta quarta-feira (14) que a defesa aérea ucraniana derrubou 13 drones de fabricação iraniana utilizados para atacar a capital Kiev. "Os terroristas iniciaram esta manhã com 13 (drones) Shahed... Todos os 13 foram derrubados por nossos […]

today14 de dezembro de 2022 17

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%