G1 Santos

Bela e letal: Entenda como as cores da caravela-portuguesa se tornam uma ‘armadilha’ para predadores e humanos

today28 de janeiro de 2024

Fundo
share close

Biólogo marinho e técnico de campo no Laboratório de Ecologia e Conservação Marinha da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) explica que animais multicoloridos são “sinal de alerta” de perigo na natureza.


Caravelas-portuguesas podem ter diferentes cores, mas não devem ser manuseadas por banhistas — Foto: Arquivo Pessoal/Beatriz Torres



As caravelas-portuguesas (Physalia physalis) chamam a atenção de banhistas nas praias, com suas cores belas e chamativas. Esses animais marinhos que parecem inofensivos, porém, são capazes de causar graves queimaduras, por isso, a orientação é não tocar nas caravelas portuguesas. Ao g1, o biólogo Nauther Andres explicou que na natureza as cores atraentes também funcionam como um “sinal de alerta” de perigo.

Segundo o biólogo, que também é mergulhador e educador ambiental, além de técnico de campo no Laboratório de Ecologia e Conservação Marinha da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), as cores das caravelas-portuguesas podem variar do transparente ao roxo azulado.

“Não toque em nada que tenha cores bastante chamativas na natureza, independentemente se está no mar ou em uma floresta”, explicou ele. “Animais multicoloridos são um alerta, como se dissessem: ‘Não me toquem, sou perigoso!'”.

Fotógrafo registra detalhes de caravelas-portuguesas durante aparição em Bertioga, SP — Foto: Rafael Mesquita

Caravelas-portuguesas e as cores

O biólogo acrescentou que, apesar das diferentes cores das caravelas-portuguesas, não há um ‘grau’ de intensidade da queimadura classificado a partir disso.

“Essa espécie possui toxinas independentemente da coloração”, disse ele. “Não atacam o humano, são animais livre natantes com tentáculos superfinos que, na verdade, são uma colônia de vários indivíduos”.

Sobre os tentáculos desses animais, que podem chegar a até 30 metros, Nauther esclareceu que cada um deles possui ‘farpas microscópicas’ que, no local onde tocam a presa, enxertam o veneno, “paralisando pequenos peixe e outros animais de que se alimentam”.

Caravelas portuguesas com tentáculos 'lotam' praias do litoral de SP

Caravelas portuguesas com tentáculos ‘lotam’ praias do litoral de SP

Por fim, o biólogo ressaltou que, mesmo morta, uma caravela-portuguesa ainda pode causar queimaduras se entrar em contato com a pele humana. Além disso, a areia pode ‘esconder’ o animal, situação que deve servir de alerta para que banhistas mantenham o cuidado nas praias.

“Você não percebe, muitas vezes, que o animal está ali. Dependendo do ambiente, pelo tempo que ele está lá, a areia, assim como outros substratos, acabam o ‘encobrindo’ e, assim, você pode encostas nele [sem querer]”, finalizou.

Tentáculos das caravelas-portuguesas têm paralisante que podem chegar a 30 metros — Foto: Arquivo pessoal/Rafael Ferreira

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

carro-invade-restaurante-e-assusta-moradores-no-litoral-de-sp;-foto

G1 Santos

Carro invade restaurante e assusta moradores no litoral de SP; FOTO

Caso aconteceu em um estabelecimento na Avenida Rei Alberto I, no bairro Ponta da Praia, em Santos (SP). Carro invade restaurante e assusta moradores em Santos (SP) — Foto: Nicole Vasques/g1 Santos Um carro invadiu um restaurante e assustou as pessoas que passavam pela Avenida Rei Alberto I, no bairro Ponta da Praia, em Santos, no litoral de São Paulo, na manhã deste domingo (28). Não há informações sobre feridos. […]

today28 de janeiro de 2024

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%