G1 Mundo

Biden diz fazer confusão com datas em depoimento sobre papéis confidenciais encontrados em sua garagem

today12 de março de 2024 12

Fundo
share close

A íntegra do depoimento foi obtida pela agência de notícias Associated Press e revelada nesta terça-feira (12).

Também nesta terça, Hur prestou depoimento na Câmara dos Deputados sobre o relatório.

Nos depoimentos ao promotor aos que a AP teve acesso, Joe Biden disse repetidamente ao promotor, ao longo de cinco horas de depoimento, que às vezes ficava confuso sobre as datas e disse que não estava familiarizado com a documentação que ele próprio manipulou.



Hur, em seu relatório, concluiu que Biden não deveria enfrentar acusações criminais pelo uso indevido de documentos, mas também apontou a idade e a competência do presidente.

O procurador especial, por sua vez, manteve a sua avaliação da memória do presidente como “precisa e justa”.

“O que escrevi é o que acredito que as evidências mostram e o que espero que os jurados percebam e acreditem. Eu não limpei minha explicação. Nem menosprezei o presidente injustamente”, alegou Hur ao Congresso.

Embora Biden tenha se atrapalhado com alguns detalhes em sua entrevista, a transcrição completa pode levantar questões sobre a descrição que Hur fez do presidente, de 81 anos. O promotor disse que o presidente tem “limitações significativas” em sua memória.

Em fevereiro, horas após a divulgação do relatório final do caso, Biden convocou uma entrevista coletiva para retrucar as observações de Hur sobre sua memória e acusou o promotor de tê-lo questionado sobre a data de morte do seu filho.

Tanto a audiência desta terça quanto a transcrição tinham como objetivo esclarecer dúvidas remanescentes sobre o relatório de Hur sobre a descoberta de alguns registros confidenciais na casa de Biden e no antigo escritório particular de Washington.

Na audiência, Robert Hur, nomeado pelo ex-presidente Donald Trump, também foi acusado por de ter visões preconcebidas sobre Biden.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

a-misteriosa-morte-do-empregado-da-boeing-que-denunciou-irregularidades-na-empresa

G1 Mundo

A misteriosa morte do empregado da Boeing que denunciou irregularidades na empresa

John Barnett trabalhou na Boeing por 32 anos, até sua aposentadoria em 2017. Nos dias que antecederam sua morte, ele estava testemunhando em um processo movido por denunciantes contra a empresa. A Boeing lamentou a notícia da morte de Barnett. O legista do Condado de Charleston confirmou sua morte à BBC na segunda-feira. Barnett trabalhou para a gigante aeroespacial americana por 32 anos, até sua aposentadoria em 2017 por motivos […]

today12 de março de 2024 12

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%