G1 Mundo

Biden diz que Hamas deve ser eliminado e que seria um erro Israel ocupar Gaza

today16 de outubro de 2023 5

Fundo
share close

Após intensos bombardeios, iniciados após o ataque terrorista do Hamas no dia 7, o Exército de Israel prepara uma ofensiva por terra em Gaza, que pode começar a qualquer momento.

“Acho que seria um grande erro [Israel ocupar Gaza]. Veja, o que aconteceu em Gaza, na minha opinião, é [culpa do] Hamas e dos elementos extremistas do Hamas, que não representam o povo palestino. E penso que seria um erro que Israel ocupasse Gaza novamente”, afirmou Biden. O presidente dos EUA deu entrevista ao programa “60 Minutes”, da TV americana, exibida neste domingo (15).

Em resposta, o embaixador de Israel na ONU, Gilad Erdan, disse que seu país não pretende ocupar Gaza. “Não temos interesse em ocupar Gaza ou em permanecer em Gaza, mas, como estamos lutando pela nossa sobrevivência, e a única maneira é destruir o Hamas, teremos que fazer tudo o que for necessário.”



Erdan evitou responder como ele imagina que seria a estrutura de poder de Gaza após o desmantelamento do Hamas. “Por enquanto, o único foco deve ser como libertar os reféns, como garantir o nosso futuro, extinguindo as capacidades do Hamas.”

Na entrevista à TV americana, Biden afirmou estar confiante de que Israel agirá de acordo com as “regras da guerra”.

“Estou confiante de que os inocentes em Gaza poderão ter acesso a medicamentos, alimentos e água”, afirmou.

Apesar disso, Israel mantém o bloqueio de qualquer ajuda a Gaza. O território palestino vive uma situação de colapso, sem acesso a comida e com cortes de energia. A Organização das Nações Unidas (ONU) afirmou neste domingo que os estoques de combustíveis usados pelos hospitais não vão passar de 24 horas.

Biden disse ainda que, embora acredite que o Hamas deva ser totalmente eliminado, deve haver um caminho para existência de um Estado palestino.

O líder norte-americano acrescentou que o envio de tropas dos EUA para apoiar o Exército israelense não é necessário.

Biden afirmou que o Hezbollah, baseado no Líbano e que fez ataques a Israel nos últimos dias, é financiado e treinado pelo Irã.

No entanto, o presidente norte-americano disse que ainda não há evidências de que o governo iraniano esteja por trás da guerra em Gaza.

“O Irã apoia constantemente o Hamas e o Hezbollah”, afirmou Biden. “Mas, em termos de se eles tinham conhecimento dos ataques, não há nenhuma evidência disso neste momento.”




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

medicos-na-linha-de-frente-relatam-situacao-precaria-em-gaza:-‘criancas-feridas-pelos-corredores’

G1 Mundo

Médicos na linha de frente relatam situação precária em Gaza: ‘Crianças feridas pelos corredores’

Entre os bombardeios, não existe um minuto de descanso para a Crescente Vermelha, a Cruz Vermelha dos países muçulmanos. E, mesmo quando os resgates dão certo, as incertezas continuam dentro do hospital. Para entender a real situação no atendimento médico na região, o Fantástico conversou com médicos que atuam na linha de frente. Abdelkader Hammad é um cirurgião que vive na Inglaterra e está em Gaza. Ele foi fazer um […]

today16 de outubro de 2023 6

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%