G1 Mundo

Biden vence primárias democratas de Michigan, mas enfrenta voto de protesto por apoio à guerra em Gaza

today28 de fevereiro de 2024 7

Fundo
share close

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, venceu as primárias democratas no estado do Michigan, nesta terça-feira (27), segundo projeções da imprensa norte-americana. Por outro lado, Biden foi alvo de protesto de eleitores que resolveram marcar na cédula a opção “descompromissado”. Já nas primárias republicanas, a vitória foi de Donald Trump.

Nas primárias democratas, parte dos eleitores está protestando contra o apoio de Biden a Israel no conflito dentro da Faixa de Gaza. O Michigan é o estado com a maior população de árabes-americanos.

Uma ala do partido Democrata resolveu lançar a campanha “Listen to Michigan” (Ouça o Michigan) para enviar um alerta a Biden e estimular os eleitores a votar na opção “descompromissado” durante as primárias do partido.



Ao escolher esta opção, os eleitores votaram no partido, mas não apoiaram nenhum candidato.

Até a última atualização desta reportagem os resultados apontavam que cerca de 15% dos eleitores escolheram a opção “descompromissado”. Veja a seguir:

  • Joe Biden: 79,6%
  • Descompromissado: 14,8%
  • Outros: 5,6%

Apesar de o movimento indicar uma parcela significativa de eleitores, a vitória de Biden nas primárias já era dada como certa.

Por outro lado, o atual presidente fica exposto diante de um desafio para conseguir se reeleger à Casa Branca. O Michigan é um dos estados decisivos na eleição — ou “swing state” —, onde a disputa com Donald Trump é intensa, acirrada e imprevisível.

Nas eleições de 2020, por exemplo, Biden venceu Trump no Michigan por uma vantagem de apenas 2,8 pontos percentuais, o que representa cerca de 150 mil votos.

Ex-presidente Donald Trump em 4 de abril de 2023 — Foto: REUTERS/Andrew Kelly/Pool/File Photo

Os eleitores do Michigan também foram às urnas para votar nas primárias republicanas. Projeções indicam a vitória de Donald Trump no estado.

Até a última atualização desta reportagem o ex-presidente liderava com ampla vantagem. Veja a seguir:

  • Donald Trump: 66,5%
  • Nikki Haley: 28,7%
  • Descompromissado: 2,6%
  • Outros: 2,2%

Haley, que ainda não conseguiu superar Trump em nenhuma das primárias republicanas, vem afirmando que não irá desistir da disputa para ser a candidata do partido nas eleições presidenciais deste ano.

VÍDEOS: mais assistidos do g1




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

lula-nega-ter-falado-em-holocausto-ao-criticar-acao-militar-de-israel-em-gaza:-‘interpretacao’-de-netanyahu

G1 Mundo

Lula nega ter falado em Holocausto ao criticar ação militar de Israel em Gaza: ‘Interpretação’ de Netanyahu

Em viagem à Etiópia, há 10 dias, Lula disse: "O que está acontecendo na Faixa de Gaza e com o povo palestino não existe em nenhum outro momento histórico. Aliás, existiu: quando o Hitler resolveu matar os judeus". A declaração de Lula foi mal recebida pelo governo de Israel, que afirmou que o presidente desrespeitou a memória de judeus mortos pelo nazismo ao comparar a guerra em Gaza com o […]

today28 de fevereiro de 2024 4

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%