G1 Mundo

Lula nega ter falado em Holocausto ao criticar ação militar de Israel em Gaza: ‘Interpretação’ de Netanyahu

today28 de fevereiro de 2024 4

Fundo
share close

Em viagem à Etiópia, há 10 dias, Lula disse: “O que está acontecendo na Faixa de Gaza e com o povo palestino não existe em nenhum outro momento histórico. Aliás, existiu: quando o Hitler resolveu matar os judeus”.

A declaração de Lula foi mal recebida pelo governo de Israel, que afirmou que o presidente desrespeitou a memória de judeus mortos pelo nazismo ao comparar a guerra em Gaza com o Holocausto.

Nesta terça-feira (27), Lula foi questionado sobre sua declaração em entrevista ao programa “É Notícia”, da Rede TV, publicada pelo portal UOL.



“Primeiro que não utilizei nem a palavra Holocausto. Holocausto foi interpretação do primeiro-ministro de Israel. Não foi minha”, disse o presidente.

Lula compara guerra em Gaza com ações de Hitler

Lula compara guerra em Gaza com ações de Hitler

Lula também afirmou na entrevista que mantém sua opinião sobre a guerra em Gaza. O presidente voltou a criticar a morte de mulheres e crianças palestinas.

“Eu diria a mesma coisa. É exatamente o que está acontecendo na Faixa de Gaza. A gente não pode ser hipócrita de achar que uma morte é diferente da outra. Ou seja, você não tem na Faixa de Gaza uma guerra de um exército altamente preparado contra exército altamente preparado. Você tem na verdade uma guerra de um exército altamente preparado contra mulheres e crianças”, disse Lula.

O presidente relatou que já esperava que o governo de Israel recebesse mal a sua declaração, em razão das posições políticas de Netanyahu. “Eu conheço o cidadão historicamente já há algum tempo, eu sei o que ele pensa ideologicamente”, disse.

Na entrevista desta terça-feira, o presidente reforçou as críticas à atuação do exército israelense na Faixa de Gaza.

“Você não tem na Faixa de Gaza uma guerra de um exército altamente preparado contra exército altamente preparado. Você tem na verdade uma guerra de um exército altamente preparado contra mulheres e crianças”, destacou o presidente.

“O que nós estamos clamando? Para que pare os tiroteios, que pare, que permita que tenha a chegada de alimento, remédio, de médico, enfermeiro, para que a gente tenha um corredor humanitário e tratar das pessoas”, disse.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

governo-biden-agora-diz-que-ainda-nao-ha-acordo-para-cessar-fogo-entre-israel-e-hamas-na-faixa-de-gaza

G1 Mundo

Governo Biden agora diz que ainda não há acordo para cessar-fogo entre Israel e Hamas na Faixa de Gaza

O porta-voz foi questionado a respeito de uma fala de Joe Biden na segunda--feira. O presidente dos EUA afirmou que ele espera que até a segunda-feira que vem, dia 4 de março, haja um acordo de cessar-fogo entre Israel e o grupo terrorista Hamas, que estão em guerra desde 7 de outubro do ano passado. A ideia é tentar interromper o conflito durante o Ramadã, um mês de orações para […]

today28 de fevereiro de 2024 9

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%