G1 Santos

Cadela filhote é resgatada após ser jogada em ‘fogueira’ no litoral de SP

today10 de julho de 2023 13

Fundo
share close

“Na hora que jogou o saco, ela [cadela] deve ter caído para fora. Os irmãozinhos já estavam todos agonizando”, contou a protetora em entrevista ao g1.

De acordo com Sueli, o crime aconteceu em uma região movimentada para rituais religiosos na Área Continental. “Sabemos que ali no [bairro] Samaritá tem uma mata onde as pessoas sempre fazem seus rituais […]. Então é normal. Toda hora chega carro ali pra fazer essas coisas”, contou.

No entanto, o automóvel que foi ao local na madrugada de sábado (1) chamou atenção das pessoas em situação de rua que vivem na região.



“Parou esse carro, desceu uma mulher de dentro com um tipo de saco na mão e um pedaço de colchão. […] Jogou um líquido, de longe eles [pessoas em situação de rua] estavam vendo, mas jamais iriam imaginar que eram cachorros. Aí ela jogou o líquido, que eles acham que foi gasolina, e ateou fogo”, descreveu Sueli.

De acordo com ela, o grupo que viu a ação não conseguiu anotar a placa do carro em que a mulher fugiu, mas logo começou a ouvir gritos de animais e correu até o local do fogo. “Quando eles chegaram lá, essa cadelinha estava fora”, ressaltou a protetora, dizendo que os demais seis filhotes morreram.

“Tentaram salvar, só que eles não conseguiram. Essa se salvou porque, acho que na hora que a mulher jogou, ela deve ter rolado. A mulher, no escuro, não viu que ela saiu”, disse Sueli.

A filhote ficou com um dos homens em situação de rua que flagrou a situação. Na manhã do mesmo dia, Sueli foi acionada — ela é conhecida pelas ações de resgate a cachorros na Área Continental. “Pediu para me avisarem e eu fui lá”, ressaltou a mulher, que chegou a ver a cadela suja de cinzas.

Cadela filhote é resgatada após ser jogada em ‘fogueira’ no litoral de SP — Foto: Arquivo Pessoal

De acordo com ela, o rapaz que resgatou a cadela estava traumatizado. Ele inclusive havia se recusado a entregar o animal para Sueli e só mudou de decisão quando a mulher explicou que cuidaria da cadela.

A protetora entrou em contato com outras voluntárias da causa animal e conseguiu um lar temporário para a filhote. Ela pretende acompanhar os cuidados durante ao menos dois meses, até que que seja feita a doação responsável.

“Não está com ferimentos, vamos marcar [consulta veterinária] para fazer exames de sangue e poder doá-la bem”, explicou Sueli, que ficou responsável por encontrar um lar permanente com muito carinho ao animal.

De acordo com a protetora, a Área Continental de São Vicente tem sido cenário constante de abandono de animais. “A gente já fez tanto resgate, tanto bichinho todo dia está sofrendo. Eles amarram [os animais] para o trem passar em cima, espancam, estupram e largam os bichinhos por aqui”, enfatizou.

Segundo Sueli, a situação é precária na região e, por mais que ela resgate e leve os cães para ONGs, novos animais aparecem.

“O problema não é um só, é um conjunto de muitas coisas, de muitos bichos na rua e descaso com eles. Eu me preocupo muito, só que é um trabalho de ‘seca gelo’. A gente tenta, tenta e tenta ajudar, eu não sou sozinha, eu e outras moças. […] Me sinto impotente com tanto caso de bichos abandonados na Área Continental de São Vicente. É muito triste”, finalizou.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

8a-copa-perola-do-atlantico-reune-cerca-de-2-mil-pessoas

Prefeitura de Guarujá

8ª Copa Pérola do Atlântico reúne cerca de 2 mil pessoas

Em três dias de campeonato, o evento recebeu um público significativo, que foi prestigiar os atletas, além de curtir a praia A 8ª edição da Copa Pérola do Atlântico de beach tênis reuniu em torno de 2 mil pessoas, entre jogadores (cerca de 500 atletas) e o público que prestigiou o campeonato. O evento aconteceu no último final de semana, de sexta-feira (7) a domingo (9), na Praia da Enseada, […]

today10 de julho de 2023 8

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%