G1 Mundo

Câmara dos EUA rejeita último acordo para evitar paralisação dos serviços públicos

today29 de setembro de 2023 27

Fundo
share close

Os legisladores dos EUA não conseguiram consenso para aprovar leis de financiamento a serviços públicos, principalmente por conta da oposição da ala mais radical do Partido Republicano a propostas do presidente da Câmara (leia mais abaixo).

O prazo para essa aprovação se esgota nesta sexta, e, caso as contas não estejam aprovadas, os EUA terão de paralisar serviços públicos e deixar de remunerar funcionários a partir de sábado (30).

Um projeto de lei enviado pelo Senado, considerado a última chance de que as contas fossem aprovadas, foi rejeitado pela Câmara. Ambas as Casas têm maioria republicana, mas deputados da ala mais radical da sigla não concordavam com diversos pontos do projeto enviado pelos senadores.



A rejeição um dia antes do prazo deixa poucas opções para evitar uma paralisação que irá, entre outras coisas:

  • Dispensar temporariamente funcionários do governo;
  • Manter os militares trabalhando sem remuneração;
  • Interromper programas e serviços para milhões de norte-americanos;
  • Fechar uma série de repartições, museus e parques públicos;
  • Causar distúrbios no tráfego aéreo do país.

Caso a paralisação aconteça, não será a primeira. A mais longa durou 35 dias, entre dezembro de 2018 e janeiro de 2019.

Por que ocorrem as paralisações?

Governo dos EUA corre risco de paralisar atividades sem consenso sobre orçamento no Congresso

Governo dos EUA corre risco de paralisar atividades sem consenso sobre orçamento no Congresso

As paralisações do tipo acontecem quando o Congresso não consegue aprovar alguma lei relativa a financiamento dos serviços públicos.

Neste caso, os legisladores deveriam aprovar 12 projetos de lei de gastos diferentes para financiar agências de todo o governo, mas o processo é demorado. Freqüentemente, eles recorrem à aprovação de uma prorrogação temporária, para permitir que o governo continue operando.

Quando nenhuma legislação de financiamento é promulgada, as agências federais têm de interromper todo o trabalho não essencial e não enviarão contracheques enquanto durar a paralisação.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

temporal-fora-de-epoca-alaga-nova-york,-e-governadora-declara-estado-de-emergencia;-veja-imagens

G1 Mundo

Temporal fora de época alaga Nova York, e governadora declara estado de emergência; veja imagens

Autoridades não previram a força das chuvas. Um alerta chegou a ser emitido para celulares dos residentes da cidade, mas como se tratava de um evento imprevisto, a mensagem só chegou quando muita gente já havia saído para o trabalho. Carros tentam cruzar a ponte do Brooklin, em Nova York, durante tempestade nesta sexta-feira (29). — Foto: Andres Kudacki/AP “Esta é uma tempestade perigosa e com risco de vida”, disse […]

today29 de setembro de 2023 4

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%