G1 Santos

Casal de empresários encontrado morto dentro de carro sofreu asfixia por monóxido de carbono, aponta laudo

today9 de maio de 2024 2

Fundo
share close

Bianca Alves Francisco de Oliveira, de 28 anos, e Renato Dias de Oliveira, de 33, foram achados mortos dentro do automóvel ligado, no dia 28 de abril, em um posto de combustíveis às margens da Rodovia Régis Bittencourt.

Ainda de acordo com o laudo, nenhum outro elemento químico foi encontrado no sangue das vítimas. A análise feita pelos médicos legistas revelou que em ambos os corpos a concentração de carboxihemoglobina (biomarcador da exposição ao monóxido de carbono) estava superior a 50%.



Vídeo mostra carro em que casal foi encontrado morto em Cajati (SP)

Vídeo mostra carro em que casal foi encontrado morto em Cajati (SP)

Dessa forma, com base no resultado do exame toxicológico, a Polícia Civil pôde concluir que a morte decorreu de asfixia por monóxido de carbono. A perícia estima que a morte tenha acontecido aproximadamente 30 horas antes do início da necrópsia.

Ao g1, o delegado titular de Cajati, Tedi Wilson De Andrade, explicou que o carro das vítimas foi encaminhado para perícia, que está sendo feita por uma empresa especializada em Registro (SP).

O objetivo é investigar se houve falhas no sistema do veículo ou vazamento de gás para dentro do automóvel, já que a principal hipótese da polícia é que o casal foi vítima de intoxicação por monóxido de carbono.

Laudo da Polícia Científica do IML concluiu que causa da morte do casal de empresários foi por intoxicação por monóxido de carbono — Foto: g1 Santos e Arquivo Pessoal

De acordo com Andrade, o resultado da análise do automóvel deve auxiliar nas investigações, mas a equipe aguarda a autópsia realizada nos corpos para estabelecer a causa das mortes. Só o que irá determinar [a causa das mortes] é o laudo, que tem até 30 dias para ser concluído. Estamos na expectativa da perícia, que é feita por órgão autônomo”, afirmou.

Ao g1, o químico doutor em Ciências da Saúde, Hirochi Yamamura, explicou que o monóxido de carbono é um gás produzido quando há uma combustão incompleta de combustível. “Em locais fechados, se houver pequeno vazamento de combustível, forma-se o monóxido de carbono”, explicou o especialista, dizendo que o gás é perigoso em locais com pouca circulação de ar.

Apesar de o carro do casal estar em um local aberto e arejado, a suspeita da polícia é que houve algum vazamento que direcionou o gás para o interior do veículo. Yamamura afirmou ainda que como o monóxido de carbono não possui cheiro, age sem que a pessoa perceba.

“É mais ou menos parecido com asfixia, porque no fim a pessoa acaba morrendo por falta de ar”, explicou.

Prima de Bianca, a autônoma Isabela Francisco dos Santos, de 23 anos, contou à equipe de reportagem que a relação do casal era ótima. De acordo com ela, os dois “tinham uma vida boa”, pois eram extremamente esforçados e trabalhadores.

Ela afirmou ainda que Bianca era doce e tinha um coração enorme. “O que ela podia fazer pelos outros, ela fazia. Sempre com um sorriso enorme no rosto”, disse Isabela, que também falou sobre Renato. “Ele sempre educado, com um sorriso enorme no rosto. Foi um grande marido para minha prima”.

Bianca e Renato tinham um restaurante juntos, mas a mulher também era advogada. — Foto: Redes sociais

Imagens de câmeras de monitoramento do posto, obtidas pela TV Tribuna, afiliada da Globo, mostram a chegada do casal até a retirada dos corpos (assista abaixo).

Renato é visto descendo do carro e caminhando até o banheiro. Depois, ele voltou ao veículo e o estacionou próximo ao local, em um ponto de menor movimentação.

No final da manhã de domingo, funcionários e motoristas notaram o casal dentro do carro ligado e com todos os vidros fechados. As pessoas tentaram contato, mas sem respostas e acionaram a PM. Os agentes quebraram o vidro e observaram que o casal estava morto, mas sem lesões aparentes.

A Polícia Militar encontrou os corpos após receber uma denúncia sobre um homem e uma mulher que estariam desacordados em um carro no Auto Posto Real, em Cajati (SP), em 28 de abril.

Ao chegarem no local, os agentes tentaram contato, mas as vítimas não responderam e eles quebraram o vidro. A morte foi confirmada pela equipe médica que foi acionada para resgate.

Renato e Bianca eram donos de restaurante e viajavam com frequência. — Foto: Arquivo Pessoal

Durante a averiguação, os policiais foram informados de que o carro chegou ao posto por volta da meia-noite. Depois que a porta do automóvel foi aberta, em uma análise preliminar, os policiais não observaram marcas de lesões.

Como o carro ainda estava ligado, a principal suspeita é realmente a de morte por asfixia, com a inalação e intoxicação por monóxido de carbono. O caso foi registrado na Delegacia de Cajati, que segue apurando as circunstância das mortes. A Polícia Científica também periciou o local.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

filho-de-vereadora-e-esfaqueado-durante-briga-em-posto-de-combustiveis-no-litoral-de-sp

G1 Santos

Filho de vereadora é esfaqueado durante briga em posto de combustíveis no litoral de SP

O filho da vereadora Lucinete Japonesa (PSDB), de Iguape(SP) levou ao menos quatro facadas após se envolver em uma briga em um posto de gasolina da cidade. Conforme apurado pelo g1, Peterson Ribeiro, de 28 anos, foi socorrido e levado ao hospital. O quadro de saúde dele é considerado estável. A tentativa de homicídio aconteceu na esquina da Rodovia Prefeito Casemiro Teixeira com a Rua Andrelina Maria das Dores, no […]

today9 de maio de 2024 3

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%