G1 Santos

Casal vê própria casa sendo vendida na internet, finge interesse e desmascara golpistas durante visita ao imóvel

today27 de abril de 2024 1

Fundo
share close

De acordo com o boletim de ocorrência, a venda da casa na Avenida Sorocabana, no bairro Agenor de Campos, foi anunciada nas redes sociais por um perfil falso criado por Pedro Alexandro Oliveira, de 41 anos. Ele e a companheira Suzana de Almeida Oliveira, de 39, conversavam com interessados dizendo que queriam R$ 115 mil pelo imóvel.

Os suspeitos foram presos por policiais civis que estavam de campana próximo ao local na tarde de quinta-feira (25). A equipe policial havia sido acionada pelos donos, que tinham combinado de visitar o imóvel como se fossem interessados na compra para flagrar os golpistas.

A idosa, de 63 anos, descobriu o golpe após ser avisada sobre a venda da casa por um conhecido que viu o anúncio em um grupo do Facebook. Em depoimento aos policiais, ela contou que a residência é uma herança da família do marido, de 73 anos. A escritura, inclusive, está no nome do pai dele.



Segundo a mulher, ela procurou o anúncio e encontrou em um perfil com nome “Paulo Santos”. Desta forma, passou a conversar com ele dizendo que tinha interesse no imóvel e queria marcar uma visita. O homem respondeu que estava em Santos, por isso, quem apresentaria a casa seria uma funcionária chamada “Paula”.

A idosa acionou a polícia sobre o caso e foi até o ponto de encontro, acompanhada do marido. No local, o casal se deparou com outros dois homens interessados no imóvel e explicou que eles tinham caído em um golpe, pois a casa não estava à venda.

Momentos depois, Suzana apareceu acompanhada de Pedro. Ela se apresentou aos idosos como “Paula” e abriu o cadeado do portão. Surpresa com a naturalidade da golpista, a idosa questionou o nome do dono, mas a mulher respondeu eu não sabia e qualquer dúvida deveria ser esclarecida pelas redes sociais de “Paulo Santos”.

Desta forma, o casal de idosos entrou em contato com a delegacia e explicou à equipe policial que acreditava que Suzana e Pedro trocaram o cadeado do portão de entrada da casa.

A versão dos proprietários do imóvel foi confirmada por um comerciante, de 50 anos, que estava no local para visitar o imóvel porque foi enganado pelos golpistas. Ele contou à polícia que mora em São Paulo, mas quer comprar uma casa em Mongaguá e viu o anúncio na internet.

Em depoimento, Suzana disse que a ideia de vender o imóvel foi do companheiro Pedro. Segundo ela, o homem reparou que a casa estava vazia e sugeriu que entrassem para anunciá-la e vendê-la.

A mulher contou que o companheiro trocou o cadeado do portão, mas a porta de acesso aos cômodos já estava aberta. Por isso, o casal passou a visitar a residência em dias alternados para verificar se o proprietário tinha notado a troca do cadeado.

Suzana ainda disse aos policias que Pedro tirou fotos da casa e postou o anúncio da venda no Facebook com um perfil nomeado de “Paulo Santos”. Ela contou que o companheiro fazia tratativas com pessoas interessadas por meio da internet e passou a senha da conta para outras pessoas o ajudarem na divulgação, dizendo que dividiria o valor da venda.

Também em depoimento, Pedro confessou aos policiais que criou o perfil com nome de Paulo Santos e anunciou a venda da casa em grupos do Facebook. Para alguns interessados, ele se apresentava como dono do imóvel, mas para outros falava que era um corretor.

No entanto, a versão dele foi diferente da companheira em relação à chegada na casa. Segundo Pedro, ele colocou o cadeado no portão que estava aberto depois de ver que ninguém morava no imóvel com aparência de abandonado. Ele ainda negou que deu a senha do perfil para terceiras pessoas.

Procurada pelo g1, a defesa do casal tratou o caso como “incidente”. “Os averiguados foram conduzidos à delegacia, ambos os indivíduos agiram de boa-fé, não têm qualquer envolvimento com atividades ilícitas e sempre agiram de acordo com a lei e os princípios éticos”.

Ainda segundo a nota assinada pelas advogadas Vanessa Drudi e Ana Carolina Garbo, a defesa está confiante de que a investigação “esclarecerá todos os aspectos relacionados ao incidente e determinará a verdade dos fatos”.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

atirador-faz-cinco-disparos-contra-vitimas-erradas-e-e-preso-sem-acertar-ninguem;-video

G1 Santos

Atirador faz cinco disparos contra vítimas erradas e é preso sem acertar ninguém; VÍDEO

Um homem, de 51 anos, foi preso por atirar cinco vezes contra o dono de um quiosque e dois funcionários dele em Itanhaém (SP). Além de não ter acertado os disparos, ele contou aos policiais que também errou de comércio. Em depoimento, o atirador disse ter se envolvido em uma discussão, que foi para casa buscar a arma e, na volta, entrou em um estabelecimento diferente. (veja abaixo) No vídeo […]

today27 de abril de 2024 1

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%