G1 Mundo

Chefe de gangue no Haiti é morto durante confronto com a polícia em Porto Príncipe

today22 de março de 2024 4

Fundo
share close

Ti Greg, o chefe de uma das principais gangues do Haiti, foi morto durante um confronto com a polícia nesta quinta-feira (21). De acordo com as autoridades, ele havia fugido da prisão recentemente.

O Haiti vive uma escalada na violência desde 2021. A crise se intensificou nas últimas semanas após uma penitenciária ter sido alvo de ataques em 2 de março, resultando na fuga em massa de centenas de detentos.

Segundo a polícia do Haiti, Ti Greg estava entre os fugitivos que deixaram a prisão no dia do ataque. A gangue que ele chefiava era conhecida como Delmas 95.



De acordo com a agência Reuters, Greg era membro de uma aliança comandada por Jimmy “Barbecue” Cherizier — considerado o líder criminoso mais temido do país.

Enquanto Henry estava em Porto Rico, gangues haitianas ameaçaram o primeiro-ministro e atacaram o principal aeroporto do país para impedir que ele voltasse ao Haiti.

Depois da renúncia, a Comunidade do Caribe (Caricom) — a qual o Haiti faz parte — anunciou a instauração de um Conselho de Transição Presidencial. A organização e outros países também se comprometeram em colaborar com a transição pacífica de poder e realização de eleições.

Grupos políticos estão próximos de fechar um acordo para formar o conselho de transição. No entanto, Jimmy Barbecue não está satisfeito com as negociações e ameaçou represálias contra políticos que integrarem o conselho.

Sem governo e dominado por gangues, Haiti passa por nova crise política e humanitária

Sem governo e dominado por gangues, Haiti passa por nova crise política e humanitária

Um relatório da ONU divulgado em setembro de 2023 estima que o Haiti tenha cerca de 200 gangues. Esses grupos são organizados, utilizam “armas de fogo sofisticadas” e se dedicam ao “tráfico de armas ou drogas, extorsão, sequestro, assassinato, violência sexual e desvio de caminhões”.

Aproximadamente 23 gangues atuam na capital e controlam 80% do território.

Elas estão agrupadas em duas coalizões principais envolvidas em guerras territoriais:

  • “Família G9”, liderada por Jimmy Chérizier, conhecido como “Barbecue” (churrasco em inglês).
  • G-Pèp.

Vários de seus líderes se uniram para os ataques contra locais estratégicos do país, exigindo a renúncia do primeiro-ministro Ariel Henry.

VÍDEOS: mais assistidos do g1




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%