G1 Mundo

China diz que casos graves de Covid atingiram pico

today19 de janeiro de 2023 26

Fundo
share close

Uma autoridade da Comissão Nacional de Saúde disse em entrevista coletiva nesta quinta-feira que a China passou o período de pico de pacientes com Covid em clínicas, salas de emergência e com condições críticas.

O número de pacientes com condições críticas nos hospitais era mais de 40% menor em 17 de janeiro do que o pico observado em 5 de janeiro, afirmou uma autoridade.

Os novos dados foram divulgados depois que o presidente Xi Jinping expressou preocupação com o fato de as áreas rurais estarem mal equipadas para lidar com um aumento de infecções, já que o feriado, que começa oficialmente em 21 de janeiro, leva multidões de moradores de volta para suas cidades natais.



O país se prepara para as festas do Ano Novo Lunar, o principal feriado na China. Nessa época do ano, muitas pessoas viajam para encontrar seus familiares, e há um temor que esses deslocamentos causem um novo surto de Covid.

Tem havido ceticismo generalizado sobre os dados oficiais da China em relação à Covid desde que o país suspendeu abruptamente os controles antivírus no mês passado que protegeram 1,4 bilhão de pessoas da doença na China por três anos.

A China disse no sábado passado que quase 60 mil pessoas com Covid morreram em hospitais entre 8 de dezembro e 12 de janeiro –um aumento de aproximadamente dez vezes em comparação a divulgações anteriores.

No entanto, esse número exclui aqueles que morrem em casa, e alguns médicos na China disseram que são desencorajados a colocar Covid em atestados de óbito.

Imagem de aeroporto de Pequim em 18 de janeiro de 2023 — Foto: Tingshu Wang/Reuters

Durante a temporada de feriado do Ano Novo Lunar até 36 mil pessoas podem morrer da doença a cada dia, de acordo com as últimas previsões da empresa de dados de saúde Airfinity, com sede no Reino Unido. Outros especialistas preveem que mais de 1 milhão morrerão da doença este ano.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

milhares-de-manifestantes-se-reunem-em-lima-para-pedir-renuncia-da-presidente

G1 Mundo

Milhares de manifestantes se reúnem em Lima para pedir renúncia da presidente

A polícia mobilizou 11.800 agentes em Lima para controlar os protestos. O chefe da Região Policial de Lima, o general Víctor Zanabría, afirmou que eles contam com mais de 120 caminhões e 49 viaturas militares, além da participação das forças armadas. Na quarta-feira, um confronto entre manifestantes e policiais em Macusani, no sul do Peru, deixou um morto e um gravemente ferido, informou em comunicado o hospital San Martín de […]

today19 de janeiro de 2023 12

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%