G1 Mundo

Chumbinho: INFOGRÁFICO e VÍDEO explicam como é a praia do Havaí em que o surfista brasileiro se acidentou

today6 de dezembro de 2023 2

Fundo
share close

Segundo o ge, testemunhas que estavam no local disseram que João já havia levado várias pancadas na cabeça antes da queda. Ele foi socorrido por amigos e pelo irmão e segue hospitalizado em condição estável.

Número 4 do mundo e brasileiro classificado para competir nas Olimpíadas de Paris 2024, Chumbinho sofreu o acidente na praia de Pipeline, na ilha de Honolulu, no Havaí.

A praia é uma das mais famosas do mundo por conta das ondas tubulares que se formam em razão das extensas formações de corais existentes na região. Isso, porém, torna quedas ainda mais perigosas.



Veja, abaixo, mais detalhes da praia e do acidente

Chumbinho: como é a praia do Havaí em que o surfista brasileiro se acidentou

Chumbinho: como é a praia do Havaí em que o surfista brasileiro se acidentou

Onde fica a praia e por que ela é famosa?

A praia de Pipeline fica na ilha de Honolulu, no Havaí. Ela é famosa pelas formações perfeitas de ondas tubulares e rápidas. Por isso, é palco dos melhores surfistas do mundo e é uma etapa muito esperada do circuito mundial de surfe da WSL (Liga Mundial do Surfe, traduzido do inglês).

Qual era a altura da onda?

A partir das imagens, o físico e professor do Colégio Etapa Bruno Albuquerque explica que é possível estimar que a onda tenha em torno de 3 metros – considerando que o surfista tem 1,81m.

Segundo a revista local “stabmag”, a altura média das ondas no dia do acidente (domingo, 3) foi de 8 a 12 pés (entre 2,4 e 3,6 metros), mesma estimativa feita pelo surfista Edinho Leite, do canal no YouTube “Série ao Fundo” e conhecedor da praia de Pipeline.

É possível estimar o peso de água que caiu sobre o surfista?

Com base na estimativa da altura da onda, Albuquerque estima que o impacto causado foi de 2,5 vezes o peso do surfista. Se a pessoa pesa 80 kg, por exemplo, o choque seria de 200 kg. Se o peso é de 60 kg, o impacto giraria em torno de 150 kg.

“A força feita pela água sobre o atleta não é constante e se comporta de forma bem complicada à medida que o tempo transcorre”, explica o professor.

“A gravidade do quadro do atleta se deve, provavelmente, a uma conjunção de outros fatores, tais como a forma de quebra da onda sobre o atleta, os movimentos bruscos executados pelo seu corpo sob influência das águas turbulentas, à colisão com eventuais recifes de corais presentes no local, ao tempo decorrido entre o acidente e o resgate (de 3 a 5 minutos) etc.”

Como é o fundo do mar em Pipeline?

Em grande parte, o solo do mar em Pipeline é formado por arrecifes de corais. São essas estruturas, formadas por diversos seres-vivos e rochas, que possibilitam a formação das ondas tubulares e rápidas da praia, um ícone do surfe e palco dos melhores surfistas do mundo.

Os arrecifes da praia estão na área de arrebentação das ondas e, por isso, surfistas que caem logo na formação da ondulação estão mais sujeitos ao se machucarem, por caírem diretamente na estrutura dos arrecifes.

Mais para a área rasa da praia, os arrecifes cedem e o fundo do mar é feito de areia (veja na ilustração acima).




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

venezuela-tem-poderio-militar-50-vezes-maior-que-o-da-guiana-e-um-dos-exercitos-mais-bem-equipados-do-continente;-compare

G1 Mundo

Venezuela tem poderio militar 50 vezes maior que o da Guiana e um dos exércitos mais bem equipados do continente; compare

Enquanto a Venezuela é o 6º país que mais investe na área militar no mundo, a Guiana está apenas na 152ª posição, segundo o The World Factbook, da CIA, a agência de inteligência americana. A vantagem se dá em pessoal e em equipamentos. "As forças armadas da Venezuela são uma das mais equipadas da América do Sul; é uma superioridade colossal em comparação com a Guiana", explicou Ronaldo Carmona, professor […]

today6 de dezembro de 2023 4

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%