G1 Mundo

Cientistas da Coreia do Sul desenvolvem células de carne em grãos de arroz

today14 de março de 2024 10

Fundo
share close

O professor Jinkee Hong, da Universidade Yonsei, em Seul, que liderou o trabalho publicado na revista Matter este mês, disse que o “arroz bovino” é o primeiro de seu tipo a usar partículas de grãos como base para o cultivo de músculos animais e células de gordura.

Os grãos de arroz tratados com enzimas para criar um ambiente ideal para o crescimento celular são infundidos com células bovinas que são cultivadas para obter o produto híbrido final que mantém a forma do grão de arroz, mas apresenta uma cor rosada.

A equipe Yonsei não é a primeira a tentar trazer para a mesa produtos derivados da carne cultivados em laboratório. Empresas em todo o mundo já lançaram carne cultivada. Frango e enguia à base de plantas cultivados a partir de soja já estão à venda em Cingapura.



Mas a equipe de Hong disse que o arroz representa uma base excepcionalmente segura para o cultivo de células animais em relação à soja ou nozes, devido a uma incidência muito menor de alergia.

“Se for desenvolvido com sucesso em produtos alimentares, o arroz bovino cultivado poderá servir como uma fonte sustentável de proteína, especialmente em ambientes onde a pecuária tradicional é impraticável”, disse ele.

O arroz bovino híbrido contém aproximadamente 8% mais proteína e 7% mais gordura do que o arroz convencional. Hong observou que a proteína em particular é 18% de origem animal, o que significa que é uma fonte rica em aminoácidos essenciais.

Custando aproximadamente US$ 2 por quilo e com uma pegada de carbono muito menor, o arroz bovino cultivado é uma opção atraente que pode potencialmente competir com os produtos tradicionais de carne bovina, disse Hong.

O professor disse que os desafios permanecem não apenas do ponto de vista técnico, mas também para conquistar clientes com o sabor e a textura certos.

Keum Dong-kyu, gerente da Mongbeulli, que recentemente provou carne de arroz em uma churrascaria coreana em Seul, disse que a ideia é claramente inovadora. “Mas, honestamente, não acho que possa replicar a suculência ou a textura da carne bovina real”.

Christian Krammel, da Alemanha, foi mais positivo. “Agora ainda não se compara à carne bovina, mas como vejo que a pesquisa está em estágio inicial, eu diria que é um ótimo caminho a seguir”.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

contra-pedido-milei,-senado-da-argentina-vota-‘decretaco’

G1 Mundo

Contra pedido Milei, Senado da Argentina vota ‘decretaço’

A previsão é que a votação aconteça também nesta quinta. Milei era contra a votação do "decretaço" no Senado nesta quinta. Isso porque o decreto vigorará até que seja votado no Legislativo, e avaliação do governo é que os senadores não o aprovarão. Por isso, o presidente queria prolongar ao máximo o início da votação da medida provisória. No entanto, a vice de Milei, Victoria Villaruel, que também é presidente […]

today14 de março de 2024 16

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%