G1 Mundo

Cinco suspeitos de envolvimento no assassinato de Fernando Villavicencio, candidato equatoriano à presidência, irão a julgamento

today29 de fevereiro de 2024 11

Fundo
share close

Cinco suspeitos acusados de envolvimento no assassinato de Fernando Villavicencio, candidato à presidência do Equador nas eleições de 2023, serão julgados, disse o escritório do procurador-geral nesta quarta-feira (28).

A decisão pelo julgamento de cinco dos seis suspeitos de envolvimento no assassinato, presos preventivamente, foi tomada após uma audiência que durou dois dias e terminou nesta quarta. Segundo uma decisão judicial, um dos suspeitos será libertado.

Os seis suspeitos foram acusados durante a audiência. Dois deles seriam líderes de facções dentro da gangue Los Lobos, segundo os promotores. São eles:



  • Carlos Edwin Angulo Lara, também conhecido como “O invisível”. “Ele seria a pessoa que deu a ordem para assassinar o candidato presidencial de dentro da prisão CRS Cotopaxi”, disse a procuradora Ana Hidalgo na terça-feira (27), primeiro dia das audiências.
  • Laura Dayanara Castillo, líder de uma facção em Los Lobos. Ela estaria encarregada da logística, incluindo a obtenção de armas, veículos e camisetas e bonés de campanha para os assassinos, segundo a promotoria.

A promotoria diz também que Angulo serviu como intermediário entre os assassinos e a pessoa que contratou o crime. As equipes de defesa de Angulo e de Laura Castillo argumentem que há falta de evidências para os ligar à Los Lobos.

Os outros quatro réus, incluindo o homem libertado na quarta (28) pela juíza Irene Perez, dirigiam carros ou motocicletas ou estavam presentes no local, disse o promotor.

Um advogado de defesa de Angulo disse que os promotores não apresentaram provas de que seu cliente seja membro de Los Lobos ou que um telefone supostamente usado no plano pertenceria a ele.

Advogados dos outros acusados também questionaram o que dizem ser uma falta de evidências, bem como o uso de uma testemunha protegida pela promotoria e por qual razão essa pessoa não teria sido acusada.

Vídeo mostra o momento em que o candidato à presidência do Equador é assassinado

Vídeo mostra o momento em que o candidato à presidência do Equador é assassinado

Os motivos do assassinato de Villavicencio ainda não foram descobertas e uma investigação sobre quem o ordenou ainda está em andamento.

Um atirador foi morto no local e o caso ficou ainda mais obscuro em outubro, quando sete dos 13 suspeitos inicialmente detidos foram assassinados na prisão.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

serial-killer-tem-execucao-suspensa-nos-eua-apos-medicos-falharem-oito-vezes-em-achar-veia-para-aplicar-injecao-letal

G1 Mundo

Serial killer tem execução suspensa nos EUA após médicos falharem oito vezes em achar veia para aplicar injeção letal

Creech, de 73 anos, é uma das pessoas condenadas à morte há mais tempo na prisão: ele cumpre pena há 50 anos. Ele foi condenado por cinco homicídios que ocorreram em três estados diferentes. Suspeita-se que ele cometeu outros assassinatos. (veja mais abaixo). Nesta quarta-feira, ele foi levado até o local onde seria executado, dentro de uma instituição de segurança máxima no estado de Idaho. Três membros da equipe médica […]

today29 de fevereiro de 2024 8

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%