G1 Mundo

Coreia do Norte diz que derrubará aviões espiões dos Estados Unidos

today10 de julho de 2023 10

Fundo
share close

O comunicado do governo norte-coreano também critica o envio planejado de recursos nucleares americanos à península coreana como “a chantagem nuclear mais patente” contra a Coreia do Norte, que segundo Pyongyang representa uma grave ameaça à segurança regional e global.


Aviões da Força Aérea dos EUA e da Coreia do Sul sobrevoam a península sul-coreana durante um exercício aéreo. Foto de 5 de novembro de 2022. — Foto: South Korean Defense Ministry via AP



Um porta-voz do ministério norte-coreano da Defesa Nacional disse que um avião espião americano realizou voos “provocativos” neste mês, incluindo que entrou no espaço aéreo do país “várias vezes”.

“Não há garantia de que não aconteça um acidente tão chocante como a queda de um avião de reconhecimento estratégico da Força Aérea dos Estados Unidos” no Mar do Leste da Coreia, afirmou o porta-voz em um comunicado divulgado pela agência estatal KCNA.

O porta-voz citou incidentes anteriores quando Pyongyang derrubou aeronaves americanas e alertou que os Estados Unidos pagarão um preço pela espionagem aérea “encenada freneticamente”.

O comunicado também critica o envio planejado de recursos nucleares americanos à península coreana como “a chantagem nuclear mais patente” contra a Coreia do Norte, que segundo Pyongyang representa uma grave ameaça à segurança regional e global.

“A atual situação prova claramente que a situação na península coreana está se aproximando do limiar de um conflito nuclear devido às ações militares provocativas dos Estados Unidos”, acrescenta.

Washington anunciou em abril o envio de um submarino com mísseis nucleares para a primeira visita a um porto sul-coreano em décadas, sem revelar uma data.

A Coreia do Norte lançou vários de mísseis desde o início do ano, enquanto Estados Unidos e Coreia do Sul intensificaram a cooperação militar com vários exercícios bélicos na região.

O presidente sul-coreano Yoon Suk Yeol deve participar esta semana da reunião de cúpula da Otan na Lituânia, em busca de mais cooperação com a aliança de defesa diante das crescentes ameaças da Coreia do Norte, anunciou o governo de Seul.

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

a-grave-crise-de-combustivel-que-levou-cuba-a-pedir-socorro-a-sua-antiga-aliada-russia

G1 Mundo

A grave crise de combustível que levou Cuba a pedir socorro à sua antiga aliada Rússia

Seu carro de fabricação russa é um dos cerca de 100 mil importados pela ilha caribenha durante a Guerra Fria. Essas máquinas ajudam Cuba a contornar as limitações impostas pelo embargo econômico dos Estados Unidos há décadas. Cuba vive um dos piores momentos de sua endêmica crise econômica, acentuada por uma implacável falta de combustível que fez o país recorrer à ajuda de seu antigo aliado, a Rússia. Jorge luta […]

today10 de julho de 2023 16

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%