G1 Mundo

Corpo de criança aparece em praia na Espanha, e autoridades suspeitam de naufrágio de migrante

today11 de julho de 2023 11

Fundo
share close

A suspeita é de que a criança naufragou quando atravessava o Mar Mediterrâneo em um barco de migrantes, segundo o prefeito local, Pere Virgil.

O corpo foi encontrado na praia de Roda de Berà, em Tarragona, cidade a cerca de 100 quilômetros de Barcelona, na região da Catalunha. A praia fica no nordeste da Espanha, um ponto atípico de chegada de migrantes. No entanto, a suspeita é a de que o corpo da criança, que estava já em estado de decomposição, tenha sido arrastado até o local por correntes marítimas.

O corpo vai ser submetido ainda a uma biópsia, mas o caso já chocou o país. A costa da Espanha, segundo a ONG Walking Borders, virou a segunda rota mais perigosa para migrantes que tentam entrar na Europa de barco pelo Mediterrâneo, atrás apenas da costa sul da Itália.



Só em 2022, segundo a Walking Borders, 464 pessoas morreram no Mar Mediterrâneo em naufrágios de barcos que tentavam chegar à costa da Espanha.

Em 2015, em meio ao maior fluxo migratório para a Europa desde a 2ª Guerra Mundial, um caso também envolvendo o corpo de uma criança chocou o mundo. Policiais da Turquia encontrar na beira do mar em uma praia do país um menino de 2 anos morto.

Foto icônica mostra o sírio Alan Kurdi, de 3 anos, após morrer em naufrágio na Turquia — Foto: Nilüfer Demir/AP

A criança, identificada como Aylan, era da Síria e, como milhões de seu país, fugia da guerra civil e tentava chegar com a família em um barco na costa da Grécia, vindo da Turquia. Mas a embarcação virou durante o trajeto, e Aylan se afogou.

Seu corpo acabou sendo levado a uma praia na Turquia e foi encontrado no dia seguinte.

A imagem, que rodou o mundo, se tornou um símbolo da falha de países europeus em criar normas para regulamentar o fluxo migratório e garantir viagens seguras a pessoas que, como Aylan, teriam direito ao visto de refugiado em qualquer país europeu, por estar fugindo de uma guerra.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

as-‘centenas-de-igrejas-destruidas’-em-onda-de-violencia-na-india

G1 Mundo

As ‘centenas de igrejas destruídas’ em onda de violência na Índia

A violência explodiu depois que um dos principais grupos étnicos da Índia pediu apoio do governo na geração de empregos e distribuição de terras. Mais de 100 pessoas morreram e 35 mil pessoas foram deslocadas de suas casas pela violência. "De acordo com nossas informações, 508 igrejas foram destruídas", disse Allen Brooks, porta-voz do United Christian Forum do nordeste da Índia, à BBC. "Estes são os dados que coletamos de […]

today11 de julho de 2023 5

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%