Pleno News

Cortaram o meu auxílio-doença e agora?

today6 de março de 2024 6

Fundo
share close

Elisângela Coelho – 06/03/2024 09h09

Auxílio-doença Foto: Pexels

O auxílio-doença é um benefício previdenciário oferecido pelo INSS, sendo destinado a segurados que ficam temporariamente incapacitados de trabalhar devido à doença ou acidente.

O auxílio-doença visa substituir parte da renda do trabalhador que está impossibilitado de realizar suas atividades laborais durante um período determinado.

Para ter direito ao auxílio-doença, é necessário ser segurado do INSS; além disso, é necessário cumprir o período de carência, que é o número mínimo de contribuições mensais necessárias para ter direito ao benefício.

Incapacidade temporária


O auxílio-doença é concedido quando o segurado está temporariamente incapaz de trabalhar devido a uma doença ou acidente que o impeça de exercer suas atividades profissionais. A incapacidade deve ser avaliada por um médico perito do INSS.



Avaliação médica


O segurado deve agendar uma perícia médica no INSS para que um médico perito avalie sua condição de saúde e determine se ele está apto ou não para o trabalho. É importante fornecer todos os documentos médicos relevantes, como atestados, exames e relatórios médicos, para a avaliação.

Benefício temporário


O auxílio-doença é um benefício temporário, ou seja, é concedido enquanto durar a incapacidade para o trabalho. O período de concessão pode variar de acordo com a gravidade da doença ou acidente, sendo determinado pelo médico perito do INSS.

Pagamento


O valor do auxílio-doença é calculado com base nas contribuições previdenciárias do segurado. Geralmente, ele recebe 91% do salário de benefício, que é uma média das maiores contribuições feitas nos últimos 12 meses antes do início da incapacidade.

Se a incapacidade for decorrente de acidente de trabalho, o valor é integral, ou seja, 100% do salário de benefício.

Perícia de revisão


Periodicamente, o INSS pode realizar perícias de revisão para verificar se o segurado ainda está incapaz de trabalhar. Se a condição de saúde melhorar e o segurado estiver apto a retornar ao trabalho, o benefício pode ser cessado.

Retorno ao trabalho


Quando o segurado se recupera e está apto para voltar ao trabalho, ele deve comunicar ao INSS para que o benefício seja encerrado.

O que fazer se o INSS cortar o auxílio-doença?

Se o INSS cortou seu auxílio-doença e você permanece incapaz de trabalhar, siga estas etapas:

– Verifique o motivo do corte junto ao INSS;


– Caso a reavaliação médica tenha causado o corte, busque uma segunda opinião médica e recorra, se necessário;


– Consulte uma advogada previdenciária para avaliar e apoiar seu caso;


– Mantenha seus documentos médicos em ordem, incluindo exames e laudos;


– Apresente um recurso administrativo bem fundamentado caso discorde da decisão;


– Acompanhe de perto o andamento do processo no INSS;


– Considere assistência jurídica caso o recurso seja negado, para buscar restaurar seu benefício.

Lembre-se de que cada caso é único; portanto, buscar orientação profissional é fundamental para proteger seus direitos.

Continue nos acompanhando e saiba mais sobre seus direitos!

Dra. Elisângela Coelho foi trabalhadora rural, doméstica, vendedora e hoje atua como advogada especialista em direito previdenciário.

* Este texto reflete a opinião do autor e não, necessariamente, a do Pleno.News.

Siga-nos nas nossas redes!

O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.




Todos os créditos desta notícia pertecem a Pleno News.

Por: Elisangela Coelho

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

norte-coreano-prega-a-palavra-de-deus-apesar-da-perseguicao

Gospel Prime

Norte coreano prega a Palavra de Deus apesar da perseguição

Na Coreia do Norte, o único culto permitido é ao seu líder, Kim Jong-un. Ler a Bíblia, orar ou louvar a Deus pode levar alguém a ser preso, torturado ou executado. O reverendo Minho Song* conhece muito bem a triste realidade de ser um cristão perseguido. Ele foi preso por ser crente e acusado de tentar derrubar o governo, uma acusação que veio com ele anos em um campo de […]

today6 de março de 2024 9

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%