G1 Santos

Criança é perfurada por ferrão de 7 cm de peixe venenoso no litoral de SP; FOTOS

today5 de janeiro de 2023 13

Fundo
share close

Uma criança, de 11 anos, teve o pé perfurado por um ferrão venenoso de 7 cm de um peixe bagre. A menina se machucou enquanto nadava em um rio em Ilha Comprida, no litoral de São Paulo. Ao g1, a mãe Sidineia Bolonha, de 38 anos, contou que a filha foi atendida pelos bombeiros que a encaminharam ao Pronto Atendimento (PA) da cidade. Ela foi medicada e passa bem.

“Ela foi nadar e bateu o pé no ferrão de um peixe bagre que estava morto. Acabou cravando o ferrão inteiro dentro do pé dela”, disse a mãe, que mora Cesário Lange, no interior de São Paulo, e passou as festas de final de ano no litoral paulista. O biólogo Eric Comin explicou que o veneno passado através do espinho do bagre pode causar inchaço, febre e até necrose. (leia mais abaixo)

De acordo com Sidineia, em um primeiro momento os bombeiros cortaram o ferrão bem próximo à cabeça do peixe. Depois disso, levaram a menina Alexandra Bolonha ao PA.



“O médico deu várias anestesias no local para tentar tirar o ferrão [mas não consegui]. Depois, uma médica cirurgiã realizou um pequeno corte para ter espaço para o ferrão sair. Graças a Deus deu tudo certo”.

Ferrão com 7 cm de peixe bagre ficou preso no pé de Alexandra Bolonha, de 11 anos — Foto: Arquivo pessoal

Sidineia acrescentou que a filha foi medicada no hospital e continua o tratamento em casa. “O médico falou que a Alexandra não iria receber pontos [cirúrgicos], pois é melhor para sair toda a contaminação do ferrão, que era venenoso”.

Segundo a mãe, apesar de o pé de Alexandra está inchado, a menina se recupera bem e já voltou a caminhar.

“O sentimento é de gratidão, primeiramente a Deus, e depois aos bombeiros, aos médicos e aos enfermeiros de Ilha Comprida, pois fizeram um excelente atendimento e tudo foi muito rápido. Estou fazendo todos os procedimentos orientados e está tudo indo bem, graças a Deus”, finalizou.

Alexandra precisou de cadeiras de rodas para sair do hospital em Ilha Comprida, estava com dor e com o pé anestesiado — Foto: Arquivo pessoal

Ao g1, o biólogo Eric Comin explicou sobre os riscos de ser aferroado por um peixe bagre e informou quais medidas devem ser tomadas em casos de acidentes. Segundo o profissional, esta espécie é ‘extremamente’ comum em toda a costa brasileira e os acidentes acontecem com muita frequência.

De acordo com ele, os bagres possuem uma bolsa de veneno e, quando o animal espeta a vítima, a substância é ‘imediatamente inoculada’ [passa para o corpo]. Ele acrescentou que o veneno pode causar uma dor intensa na vítima.

“A dor pode durar horas, causar inchaço no local, febre e até necrose. O espinho é extremamente duro e mesmo se o animal estiver morto, o espinho vai entrar e causar problemas. Por isso, é necessário procurar atendimento médico com urgência”.

O biólogo ressaltou que é importante que o ferrão seja removido por um médico, pois, segundo ele, se não for retirado com cuidados especiais, o espinho pode quebrar, e o pedaço que permanecer dentro da vítima pode causar outras complicações, como inflamação e infecção.

“O grande problema desse esporão é que ele é totalmente serrilhado. Então ele entra com facilidade, mas na hora de sair, ele pode dilacerar a pele. Além da questão do veneno, tem também os microrganismos e as bactérias que ficam nesta região do peixe”, esclareceu.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

suspeito-de-estuprar-adolescente-e-encontrado-morto-com-marcas-de-tiros-embaixo-de-ponte-em-sp

G1 Santos

Suspeito de estuprar adolescente é encontrado morto com marcas de tiros embaixo de ponte em SP

Corpo foi encontrado amarrado em Cubatão (SP) e caso é investigado pela polícia. Homem com braços amarrados e marcas de tiros é encontrado morto embaixo de ponte em Cubatão, SP — Foto: Reprodução O corpo de um homem de 40 anos, suspeito de ter estuprado uma adolescente de 15 anos, foi encontrado embaixo de uma ponte em Cubatão (SP). Segundo apurado pelo g1 nesta quinta-feira (5), ele estava com os […]

today5 de janeiro de 2023 22

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%