G1 Santos

Crianças são hospitalizadas devido a surto de diarreia em escola no litoral de SP

today11 de novembro de 2023 4

Fundo
share close

Os pais de dezenas de estudantes da Unidade Municipal de Ensino (UME) João Papa Sobrinho, no bairro Gonzaga, em Santos, no litoral de São Paulo, precisaram levar os filhos a postos de saúde após estes apresentarem sintomas como diarreia, dor no estômago e fraqueza. A prefeitura informou que 83 pessoas sendo 12 funcionários e 71 alunos apresentaram o quadro no retorno às aulas, após o feriado.

A unidade atende 360 alunos de 1º a 5º ano do Ensino Fundamental, portanto crianças de 6 a 11 anos. Os responsáveis acreditam que o surto tenha sido causado pela ingestão da água ou alimentos da unidade.

A administração municipal ressaltou as aulas não foram suspensas, mas, após as queixas sobre a situação, a direção da unidade comunicou os casos ao Programa Saúde na Escola e para a Supervisão de Ensino, que passaram a monitorar o ocorrido.



Algumas das crianças foram encaminhadas da escola em Santos (SP) à unidade de saúde — Foto: g1 santos

Caroline Merlini, de 31 anos, contou ao g1 não ter levado a filha de 11 ao hospital porque ela teve sintomas leves, embora outras crianças tenham sido dispensadas para receber assistência médica.

“Alguns tiveram que ir para a UPA [Unidade de Pronto Atendimento]. Lá, foram feitos exames e detectaram infecção intestinal”, disse a mãe.

Os problemas começaram na segunda-feira (6), mas na quarta-feira (8), de acordo com Caroline, ao menos 20 alunos apresentaram os sintomas e foram dispensados.

“Uma das crianças teve que ficar no hospital tomando soro. Está tendo que entrar com antibiótico, porque deu uma infecção […]. O médico deixou bem claro que seria por algo que comeu ou bebeu”, contou Caroline.

A reportagem ouviu outros pais que confirmaram o ocorrido e também disseram acreditar que as crianças tenham ingerido algo que causou os sintomas.

A Prefeitura de Santos informou, em nota, que profissionais das Seções de Vigilância Epidemiológica (Seviep) e de Vigilância Sanitária (Sevisa) vistoriaram a escola na última quarta-feira e não identificaram possíveis fontes de infecção comum.

A Seviep, de acordo com o texto, solicitou a coleta de amostras de fezes dos alunos e funcionários que apresentaram os sintomas para futura análise e identificação do agente etiológico do quadro diarreico.

A Seduc também destaca que a caixa d’água da unidade foi vistoriada e não apresenta avarias, está devidamente vedada e limpa.

A pasta ressaltou, ainda, que a direção da escola já reforçou todas as medidas sanitárias, bem como as orientações de higiene como lavar as mãos com sabão e uso do álcool gel (disponíveis na unidade).

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

donos-de-adega-sao-presos-por-falsificacao-e-adulteracao-de-bebidas-alcoolicas-no-litoral-de-sp;-video

G1 Santos

Donos de adega são presos por falsificação e adulteração de bebidas alcoólicas no litoral de SP; VÍDEO

Dois proprietários de uma adega, de 26 e 33 anos, foram presos suspeitos de falsificar e adulterar bebidas alcoólicas e contrabandear cigarros, no bairro Trevo, em Praia Grande, no litoral de São Paulo. Imagens obtidas pelo g1, nesta sábado (11), mostram o líquido de uma das garrafas sendo analisado e o resultado apontando o produto como falso. (veja o vídeo). Segundo o Boletim de Ocorrência (BO), policiais da Delegacia de […]

today11 de novembro de 2023 10

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%