Pleno News

Defender Israel significa proteger a história e os valores da herança judaico-cristã

today10 de outubro de 2023 7

Fundo
share close

Marisa Lobo – 10/10/2023 16h43

Herança e tradição judaica

Defender Israel significa proteger a história e os valores da herança judaico-cristã Foto: Pixabay

Qual é a explicação para o posicionamento anti-Israel de parte da esquerda mundial?


A alegação básica, propagada por figuras públicas e grupos políticos, é de que o povo palestino estaria sendo oprimido na Faixa de Gaza, sendo privado de ter a sua própria terra e governo. Será mesmo?

Não vou entrar no mérito geopolítico, pois esse não é o foco do texto, mas quem quiser entender o conflito Israel-Palestina de forma honesta, basta procurar quantas vezes os judeus foram atacados desde que o Estado de Israel foi fundado, em 1947, mesmo após a oferta de territórios e acordos de paz com os palestinos.

Se engana quem acredita na narrativa de que as lideranças palestinas do Hamas e outros grupos radicais islâmicos, como o Hezbollah, lutam por direitos equivalentes. O que eles querem, e isso já foi divulgado em registros históricos, é a total eliminação do povo judeu!

Não se trata, portanto, da coexistência pacífica entre árabes e israelitas, mas do primeiro grupo querendo exterminar o outro, e a prova disso está na exibição de corpos de civis inocentes, incluindo bebês e idosos degolados, brutalmente assassinados a sangue frio, algo que passa longe de qualquer resistência social em nome da sua cultura e fé.



O viés ideológico


Se, por um lado, os terroristas do Hamas assassinam, porque a monstruosidade é o que define a própria essência do terror, como explicar o apoio explícito, de viés político-ideológico, partindo de grupos e pessoas, inclusive no Brasil, aos ataques dessa natureza contra Israel?

Se observarmos bem, veremos que boa parte do apoio ao Hamas parte de figuras ligadas à esquerda radical, que também luta contra os valores conservadores, frutos da herança cultural judaico-cristã, responsável pela modelagem social do Ocidente, cuja influência é exercida no mundo inteiro.

Por mais que o Hamas e outros grupos terroristas representem o fundamentalismo islâmico, que condena homossexuais à morte e oprime as mulheres, os progressistas pró-Palestina ignoram essa realidade em nome do enfraquecimento de tudo o que representa o povo judeu, com destaque para a fé no Deus da Bíblia.

Nós, cristãos, sabemos que essa é uma realidade de conotação espiritual. Politicamente, falam em reparação social, histórica, mas a verdade por trás de tudo é que também há uma guerra invisível sendo travada contra o povo de Deus desde a antiguidade, quando os hebreus foram atacados e escravizados sucessivamente.

Oremos para que chegue logo o dia em que a passagem do profeta seja cumprida, e os povos de todas as origens possam viver pacificamente sob a presença do único e verdadeiro Deus, Jesus Cristo.


“E ele julgará entre as nações, e repreenderá a muitos povos; e estes converterão as suas espadas em enxadões e as suas lanças em foices; uma nação não levantará espada contra outra nação, nem aprenderão mais a guerrear” (Isaías 2:4).

Marisa Lobo possui graduação em Psicologia, é pós-graduada em Filosofia de Direitos Humanos e em Saúde Mental e tem habilitação para Magistério Superior.

* Este texto reflete a opinião do autor e não, necessariamente, a do Pleno.News.

Leia também1 Em Jerusalém com 103 turistas, Felippe Valadão pede orações

2 Israel recupera o controle da zona fronteiriça com a Faixa de Gaza

3 Folha anuncia que tratará Hamas como organização terrorista

Siga-nos nas nossas redes!

O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.




Todos os créditos desta notícia pertecem a Pleno News.

Por: Marisa Lobo

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

oficial-do-exercito-de-israel-diz-que-ate-bebes-foram-mortos-em-kibutz-atacado-pelo-hamas

G1 Mundo

Oficial do exército de Israel diz que até bebês foram mortos em kibutz atacado pelo Hamas

Kfar Aza é um kibutz, ou seja, uma propriedade rural coletiva, perto da cidade de Sderot, no sul de Israel. No sábado (7) começou uma guerra entre o grupo terrorista palestino Hamas e Israel. O conflito comelou com um ataque-supresa contra Israel.A partir da Faixa de Gaza, combatentes do grupo invadiram o território israelense, mataram centenas de pessoas e levaram mais de 100 pessoas como reféns para Gaza. Israel declarou […]

today10 de outubro de 2023 22

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%