Gospel Prime

Distrito escolar remove Bíblia e outros livros para “revisão”

today22 de agosto de 2022 15

Fundo
share close

Para atender os novos padrões do Conselho Escolar, um distrito de educação no norte do Texas está avaliando vários livros, incluindo a bíblia sagrada.

Localizado na área noroeste de Dallas, o distrito denominado “Keller Independent School District”, enviou e-mail nessa terça-feira (16), solicitando aos diretores que deveriam revisar os livros que foram desafiados no ano passado.

De acordo com Christian Post, os livros desafiados são 41 volumes e dentre eles a bíblia, além de romances e biografias.

A bíblia foi incluída a pedido de um pai, ainda no ano de 2021, mas o desafio foi retirado apenas um mês depois.

Um outro desafio foi feito e pais citaram que todas as versões da bíblia deveriam ser incluídas. Isso fez com que a bíblia permanecesse por mais um tempo.



Uma revisão de outro desafio enviado pelos pais citando “todas as versões” da Bíblia enviada em fevereiro resultou na permanência do livro em sua localização atual.

No entanto, o e-mail dessa semana pede que as escolas tirem os livros das bibliotecas, para serem avaliados novamente de maneira minuciosa de acordo com as novas regras do distrito escolar.

Neiman, uma das pessoas que recebeu a solicitação em seu e-mail, disse que os títulos listados estão também nos desafios do ano passado.

“Os livros que atenderem às novas diretrizes serão devolvidos às bibliotecas assim que for confirmado que estão de acordo com a nova política”, disse.

O Conselho de Curadores da Keller, aprovou em reunião realizada no início desse mês, as políticas locais.

Tais políticas relacionam-se com à aquisição e revisão de materiais e livros da biblioteca.

A Agência de Educação do Texas, estabeleceu em abril, os padrões com diretrizes para as escolas sobre como abordar determinados assuntos.

Os padrões incentivam os funcionários a oferecer a lista de livros para revisão dos pais e devem responder os questionamentos deles.

“Os pais têm um papel essencial na educação de seus filhos e têm o direito de orientar o que seus filhos lêem. Devem manter uma lista impressa de materiais no local e no site da biblioteca escolar que mostra o que foi selecionado, bem como o que está programado para aquisição,” diz as diretrizes dos padrões.

Vários livros foram retirados das estantes das bibliotecas escolares, por serem considerados inadequados.

Emily Compagno, da Fox News, disse que “difícil de digerir que o capricho de alguns tenha tanto impacto sobre muitos”.

“O fato de que uma pessoa, ou três pessoas, colocaram a Bíblia nisso é absolutamente horrível”, acrescentou ela.

“Cada dia sem a Bíblia é um dia perdido,” concluiu.

Essa situação tem gerado inúmeros debates em todo país.

Glenn Youngkin, governador da Virgínia, assinou em abril, uma lei exigindo que os conselhos escolares deveriam informar os pais sobre os livros usados pela escola, inclusive os que contenham informação sobre sexo explícito.

Conhecida como  Projeto de Lei 656 do Senado , a lei ordena que o Departamento de Educação da Virgínia crie “políticas modelo” para conselhos escolares que devem ser adotadas até 1º de janeiro do próximo ano.

O prefeito de Hudson, Ohio, solicitou aos membros do conselho escolar, que deixassem seus cargos por permitirem livros sobre sexo em aula nas escolas do distrito.

“Vou lhe dar uma escolha simples: ou você escolhe se demitir deste conselho de educação ou será cobrado”, disse o prefeito.




Todos os créditos desta notícia pertecem a Gospel Prime.

Por: Redacao

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

ladrao-de-cabos-e-abandonado-por-comparsas-em-poste-no-litoral-de-sp;-pm-prendeu-tres-criminosos

G1 Santos

Ladrão de cabos é abandonado por comparsas em poste no litoral de SP; PM prendeu três criminosos

Furto era cometido por quatro pessoas em Mongaguá (SP). Três correram quando notaram a presença da polícia e, desses, dois foram capturados. Simulacro e parte dos cabos apreendidos em furto evitado em Mongaguá — Foto: Divulgação A Polícia Militar prendeu três ladrões de fios de cobre na madrugada de domingo (21), no bairro Jussara, em Mongaguá, no litoral de São Paulo. Ao todo foram recuperados 17 quilos de cabos e […]

today22 de agosto de 2022 6

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%